Acusado de homicídio é detido após tentar fotografar voto, em Manaus

Este é o segundo caso que alguém é detido por fazer foto do voto com a câmera do celular, neste domingo, na Unip. O homem, que responde por homicídio, foi levado ao 12º DIP

Bruno Mazieri / plus@diarioam.com.br

Manaus – Weverson dos Santos Cordeiro, 21, foi detido, na tarde deste domingo (6), após ter registrado o voto na urna eletrônica com a câmera do celular, na seção 968, na Universidade Paulista (Unip), localizada na zona centro-sul da capital, durante as eleições suplementares para o Governo do Estado.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o rapaz também responde pelo crime de homicídio. O homem não quis revelar se era fugitivo ou se está em liberdade provisória. Ele será encaminhado ao 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para os procedimentos legais.

Jovem também fotografa voto

Pela parte da tarde, uma jovem foi detida ao tentar fotografar seu voto, com a câmera do celular, também na Unip. No caso da jovem, ela preferiu deixar o celular em posse da coordenação do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) e ser liberada. Ela poderá fazer o resgate do celular a partir desta segunda-feira (7), na sede do TRE, após o aparelho passar por uma perícia que irá definir se ela responderá ou não por crime eleitoral.

VÍDEOS