Traficante morre durante troca de tiros com PMs em Coari, diz delegado

Confronto aconteceu durante a operação 'Alegoria Proibida', deflagrada na manhã desta sexta-feira para cumprimento de mandados de prisão contra o tráfico de drogas na cidade

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Edvaldo Carmo dos Santos, de idade não divulgada, o ‘Babão’, morreu na manhã desta sexta-feira (9), após entrar em confronto com policiais militares, em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). O delegado José Barradas, da Polícia Civil (PC), informou que o tiroteio ocorreu durante a operação ‘Alegoria Proibida’, deflagrada na cidade desde as 6h do dia. De acordo com o delegado, o homem era um dos líderes do tráfico de drogas no município. Segundo o delegado, ele também era envolvido em homicídios.

Edvaldo Carmo dos Santos era suspeito de tráfico de drogas e apontado como um dos principais homicidas de Coaria (Foto: Divulgação PC)

Mais de 70 policiais estão participando da operação, conforme informações repassadas por Barradas. Durante a ação, dez mandados de prisão por tráfico e outros crimes estão sendo cumpridos na cidade.

De acordo com o delegado, durante o cumprimento do mandado contra Edvaldo, no bairro Duque de Caxias, onde ele comandava o tráfico, o suspeito reagiu à prisão e passou a atirar contra os PMs. As equipes revidaram. Durante o tiroteio, Babão foi baleado e morto no local. Com ele, a polícia diz ter encontrado um revólver.

Conforme o delegado, Babão era um dos maiores traficantes e homicidas de Coari. “Ele tinha mais de cinco mandados de prisão preventiva em aberto. Durante o cumprimento do mandado de prisão, o mesmo reagiu e foi alvejado, vindo a óbito no local onde estava escondido, no bairro Duque de Caxias”, disse Barradas.

Com ele, a polícia diz ter encontrado um revólver com o suspeito (Foto: Divulgação/PM)

VÍDEOS