Suspeitos de roubar R$ 12 mil e agredir idoso em loja são localizados no Lago Azul

Segundo a polícia, o casal roubou joias e R$ 12 mil da loja da vítima, que desmaiou durante o crime. Eles disseram que gastaram o dinheiro com roupas e móveis

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Gabriel Franco da Silva, 23, foi preso, na manhã desta terça-feira (14), e a companheira dele, uma adolescente de 17 anos, foi apreendida, suspeitos de roubar joias e R$ 12 mil da loja de metais preciosos de um ourives, de 77 anos, que não teve a identidade divulgava. Gabriel é suspeito de agredir o ourives, que desmaiou enquanto a dupla roubava os objetos.

O crime ocorreu no último dia 19 de outubro, na casa da vítima (Fotos: Divulgação e Girlene Medeiros/Divulgação)

De acordo com o delegado Jander Mafra, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), Gabriel foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, na casa de um tio dele, na Travessa 8, Comunidade Lago Azul, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus. A adolescente foi apreendida no mesmo local.

Jander afirmou que a equipe de investigação da DECCI foi até a casa da vítima, na Rua Magalhães Barata, bairro Crespo, zona sul, e recebeu informações indicando os perfis de redes sociais dos suspeitos. Conforme a Polícia Civil (PC), o ourives reconheceu o casal pelas fotos.

Ainda segundo o delegado, os suspeitos se identificavam com nomes falsos nos perfis da rede social. “Eles disseram que gastaram o dinheiro comprando materiais como roupas, geladeiras, camas e outros objetos para parentes”, disse Mafra, acrescentando que o casal afirmou que vendeu as joias por meio de site de venda. Segundo o delegado, uma das pessoas que vendeu as joias será indiciada por associação criminosa.

O histórico criminal de Gabriel é extenso. Segundo Mafra, o preso responde a processos por roubo, estupro e desmanche de carro em Iranduba. “Ele já é uma pessoa dada ao crime”, afirmou o delegado.

A adolescente será encaminhada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Gabriel será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Os dois vão responder por associação criminosa e roubo majorado. Individualmente, Gabriel também vão responder por corrupção de menores.

Entenda o caso

O crime ocorreu no último dia 19 de outubro, na casa da vítima. No dia do crime, de acordo com Mafra, Gabriel e a adolescente entraram no local e começaram a conversar com o ourives. Eles foram embora e voltaram à noite pedindo comida da vítima. O ourives se dispôs a pegar frutas para o casal quando, segundo o delegado, Gabriel agrediu a vítima com um banco de madeira.

VÍDEOS