Suspeito de matar mulher a facadas tem prisão preventiva decretada e vai para CDPM 2

José Luiz Melo Lopes, 36, é suspeito de matar com cinco facadas Caroline de Souza Costa, 25, na tarde da última quinta (21), na zona norte da capital. Segundo familiares, o crime aconteceu em razão da mulher "ser bonita"

Da redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O pedreiro José Luiz Melo Lopes, 36, suspeito de matar com cinco facadas a vendedora de salgados Caroline de Souza Costa, 25, na tarde da última quinta-feira (21), na zona norte da capital, seguiu para o Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2), na BR-174, após ter a prisão em flagrante convertida em preventiva, pela juíza Áurea Lina Gomes Araújo, plantonista criminal do Fórum Ministro Henoch Reis.

No texto da decisão, que seguiu parecer do Ministério Público do Estado (MPE), a magistrada afirma que “(…) No caso vertente, os fatos imputados ao flagranteado são de suma gravidade, aliado ao fato de que pesam contra o mesmo inúmeros procedimentos criminais em andamento, consignando a possibilidade de reiteração delitiva, se revelando, a meu ver, presente a necessidade de decretação da prisão preventiva para garantir a ordem pública, cujo escopo consiste não só da prevenção do cometimento de novos delitos, como também na necessidade de reforçar a confiança da população na efetiva atuação do Poder Público, e dos mecanismos repressivos estatais”.

Esfaqueada “por ser bonita”

A vendedora de salgados Caroline de Souza Costa, 25, morreu na noite desta quinta-feira (21), após ser atingida com cinco facadas por um homem identificado como José Luiz Melo Lopes, 36, na frente da casa onde morava com a família, localizada na zona norte de Manaus.

Segundo a polícia, o suspeito estava sob efeito de bebida alcoólica, e disse, na delegacia, que Caroline era ex-namorada dele, alegando que matou a mulher porque descobriu que ela o havia traído. Porém, o irmão da vítima, o vendedor de salgados Wellington Costa Rodrigues, 34, disse que Caroline não conhecia o suspeito, mas que era assediada por José Luiz porque era “muito bonita”.

Conforme o irmão da vítima, José Luiz andava embriagado pelas ruas do bairro Santa Etelvina, dizendo que namorava a vítima, por ela ser bonita. Conforme Wellington, a irmã estava na frente de casa quando o suspeito chegou de surpresa e desferiu o primeiro golpe na altura do abdômen de Caroline.

A mulher caiu e foi esfaqueada mais quatro vezes, nos braços e tórax. A vítima ainda foi socorrida dentro de uma viatura, por policiais militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), e levada até o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na zona norte, mas no início da noite, foi transferida para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na zona leste de Manaus, mas não resistiu.

VÍDEOS