Polícia investiga participação de mulher em morte de ex-companheiro; suspeitos são presos

Os dois suspeitos do crime e um adolescente afirmaram, em depoimento, que a mulher é a mentora do assassinato. “Ela que queria matá-lo. Ela deu as ‘perna-mancadas’ nele"

Girlene Medeiros

Manaus – Suspeitos de matar Nelson Guilherme Melo da Silva, 52, Ismael Sousa Andrade, 29, o ‘Bombado’, foi preso, e um adolescente, de 16 anos, apreendido, na tarde desta quarta-feira (7). Para o delegado Jeff Mac Donald, titular do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), trata-se de um crime passional.

Nelson Guilherme Melo da Silva, 52, foi torturado, espancado e assassinado a facadas e pauladas, na noite da última terça-feira, dentro da casa da ex-companheira, na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Cidade Nova 5, zona norte de Manaus. Testemunhas que não quiseram ser identificadas disseram que Nelson teve os dois olhos perfurados e a garganta cortada.

Testemunhas que não quiseram ser identificadas disseram que Nelson teve os dois olhos perfurados e a garganta cortada. (Foto: Reinaldo Okita)

Ismael é o atual namorado da ex-companheira de Nelson, identificada apenas como ‘Marcela’. A polícia também encontrou várias marcas de pancadas na cabeça da vítima. De acordo com a polícia, após o crime, a dupla fugiu e deixou ‘Marcela’ com o corpo dentro da casa. Após a mulher ter informado a um familiar, a polícia chegou ao local.

‘Marcela’ foi detida por policiais da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e levada ao 6º DIP, onde foi ouvida e liberada em seguida. Na delegada, segundo o titular do 6º DIP Jeff Mac Donald, ‘Marcela’ disse que Nelson chegou à casa tentando reatar o relacionamento deles.

Em depoimento, a mulher contou que não queria reatar com o homem, porque já estava em outro relacionamento há dois anos. Na delegacia, ‘Marcela’ disse que Nelson foi morto por Ismael e pelo adolescente. Segundo Jeff, Marcela disse que Ismael usou uma faca de cortar pão, que estava na mesa da casa, para esfaquear Nelson no tórax. Já o adolescente “desferiu vários golpes de faca até o cabo (da faca) vir a quebrar”, disse Jeff, com base no depoimento de ‘Marcela’. Pelo depoimento da mulher, os policiais também souberam que, além das facadas, Nelson também foi morto com golpes de perna manca na cabeça.

Na tarde de ontem, Ismael acreditou que ‘Marcela’ tivesse sido levada ao 27º DIP. Na delegacia, ele informou um nome falso. Ao sair do DIP, segundo Jeff, Ismael confessou a identidade verdadeira, a policiais civis que o detiveram, e disse a eles onde estava o adolescente suspeito que foi apreendido na Rua 4 do bairro Amazonino Mendes, zona norte. Em depoimento no 6º DIP, segundo o delegado, Ismael e o adolescente confirmaram a versão de ‘Marcela’ sobre o crime. No entanto, eles afirmam que ‘Marcela’ é a responsável pelos golpes de perna manca na cabeça de Nelson.

Ismael e o adolescente também afirmaram, em depoimento, que a mulher é a mentora do assassinato. “Ela que queria matá-lo. Saímos da casa e deixamos ele vivo, mas ela deu as ‘pernamancadas’ nele”, disse o suspeito, alegando que conheceu ‘Marcela’ há apenas uma semana. Já o adolescente, evitou falar sobre o crime com a imprensa.

“É um crime passional, um casal que tinha um relacionamento conturbado”, disse Jeff, acrescentando que há vários Boletins de Ocorrências (BOs) de Nelson contra ‘Marcela’ e vice-versa. O delegado informou também que vai investigar a possível participação da mulher no assassinato durante o inquérito policial.

VÍDEOS