Operação contra fraudes em recursos do Ministério do Esporte é deflagrada em Manaus, diz PF

A Polícia Federal informou no site do órgão que, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, deflagrou, nesta quarta-feira (24), a Operação Nemeus, com o objetivo de desarticular uma quadrilha suspeita de fraudar licitações e desviar recursos públicos cedidos pelo Ministério do Esporte, por meio de convênios, a diversas confederações esportivas. Manaus está entre as cidades alvo da operação.

Segundo a PF, policiais federais dão cumprimento a 16 mandados judiciais. Além de Manaus, a operação ocorre no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Caxias do Sul, em escritórios e residências de pessoas suspeitas de integrarem a quadrilha.

No Rio de Janeiro estão sendo cumpridos 8 mandados de busca e apreensão, 4 conduções coercitivas, 1 mandado de prisão preventiva e também 1 notificação judicial de afastamento do presidente da Confederação de Taekwondo. Diligências estão sendo realizadas nas sedes da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e na Confederação Brasileira de Taekwondo, e em empresas ligadas às fraudes.

As investigações da PF, iniciadas há cerca de 1 ano, indicam que a quadrilha vem fraudando licitações com o uso de documentos falsos, a fim de realizar contratações e aquisições por preços muito acima do mercado.

O D24am enviou solicitação para a assessoria de comunicação da PF-AM e aguarda resposta sobre quantos e quais os mandados cumpridos em Manaus.

Nemeus
De acordo com a assessoria de comunicação da PF, a operação recebeu o nome em alusão aos Jogos Nemeus, disputados na Grécia antiga e dedicados ao deus Zeus.

 

VÍDEOS