Líderes da FDN presos em fazenda têm prisão preventiva decretada

Segundo a PC, eles faziam contabilidade da facção em condomínio ao lado de delegacia, na capital. Segundo o TJAM, eles foram encaminhados a presídios de Manaus

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Os quatro homens apontados pela Polícia Civil (PC) como ‘linha de frente’ da facção criminosa intitulada Família do Norte (FDN), presos na terça-feira (10), tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz plantonista Eliezer Fernandes Júnior, na tarde desta quarta-feira (11). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

O quarteto estava sendo investigado desde janeiro (Foto: Eraldo Lopes)

Josué Moraes de Almeida, 29, Alan Sérgio Martins Batista, Edson Benedito da Silva, 40, e Messias Rocha de Araújo, 20, foram presos na manhã da última terça-feira, em uma fazenda próximo ao município de Rio Preto da Eva (a 58 quilômetros de Manaus), com uma pistola ponto 40, uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, dois rifles, além de cadernos com a contabilidade do tráfico de drogas na capital.

Todos tiverem as prisões em flagrante convertidas em preventivas, e foram encaminhados a presídios da capital, ainda na tarde desta quarta-feira, segundo informações da assessoria de imprensa do TJAM.

A quadrilha considerada de alta periculosidade, tinha sido autuada em flagrante por associação criminosa, e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. O bando, conforme informações do delegado Cícero Túlio, do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), movimentava cerca de R$ 2 milhões por mês com a venda de drogas em Manaus, e envio de entorpecentes para estados como Rio Grande do Sul e Mato Grosso.

O quarteto que agia a mando dos narcotraficantes João Pinto Carioca, o ‘João Branco’, José Roberto Fernandes, o ‘Zé Roberto da Compensa’, realizava a contabilidade da facção em um condomínio de luxo localizado na zona centro-sul da capital.

Ainda segundo a PC, Alan e Josué eram quem ditavam as ordens do tráfico e execuções relacionadas ao tráfico de drogas em Manaus.

VÍDEOS