Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de decapitar vigia

Por Thiago Monteiro


Manaus – Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) procuram informações sobre o paradeiro de Vinícius Roberto de Lima Kossatz, 18, suspeito de matar e decapitar o vigia Marcos Antônio de Queiroz Filho, 24. Segundo o delegado Ivo Martins, um mandado de prisão preventiva foi expedido na última quarta-feira (29), pela juíza do do 1° Tribunal do Júri, Mirza Telma de Oliveira Cunha.

O crime ocorreu na madrugada do dia 19 de junho deste ano, em um terreno situado na Rua Itaguá, conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona centro-sul de Manaus.

De acordo com Martins, o corpo de Marcos foi encontrado por moradores do local onde o vigia trabalhava. Segundo ele, o cadáver apresentava perfurações ocasionadas por golpes de terçado. Vinícius foi decapitado e teve a cabeça deixada a dez metros do local.

Segundo testemunhas, no dia do crime, Vinícius e Marcos ingeriram bebidas alcoólicas e foram para o terreno em que o vigia trabalhava há cerca de três semanas.

“Populares relataram que viram o momento em que Vinícius saiu do local com um terçado ensanguentado nas mãos. Por meio das imagens de um vídeo encontrado no celular da vítima, descobrimos que a sandália achada no local do crime pertencia a Vinícius. É provável que o crime tenha sido motivado após um desentendimento entre os dois”, argumentou Martins.

Qualquer informação que possa levar os policiais civis da DEHS ao paradeiro do infrator podem  ser feitas ao número de telefone da especializada: (92) 3636-2874 ou pelo disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), o 181.

VÍDEOS