Irmão de ‘Zé Roberto da Compensa’ é preso e alega não ter negócios com facção criminosa no AM

Por Danilo Alves


Manaus – O foragido da Justiça Cloves Fernandes Barbosa, 44, o ‘Clovinho’, procurado pela Polícia Federal (PF), foi preso, nesta quinta-feira (23), na Avenida Torquato Tapajós, suspeito de ser um dos líderes de uma facção criminosa no Amazonas. Ele também faz parte da lista de foragidos da operação La Muralla. O homem é irmão do narcotraficante José Roberto, o “Zé Roberto da Compensa”, apontado pela PF, como o líder da facção criminosa.

De acordo com o diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), delegado Paulo Mavignier, Cloves foi detido, por volta das 11h, enquanto estacionava o carro em um supermercado, na Avenida Torquato Tapajós, bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. Conforme Paulo, a equipe de investigação do Departamento já estava monitorando o suspeito, há pelo menos 10 dias.

“Nós estávamos o seguindo desde cedo, quando ele foi com a família fazer compras. Nós o abordamos, no momento em que saia do carro”, explicou.

Paulo contou ainda que o suspeito já respode por outros crimes como homicídio, receptação, tráfico de drogas e crime no trânsito. À reportagem, Cloves negou fazer parte da facção criminosa. “Só porque meu irmão fez algo de errado, que eu vou fazer também”,declarou.

O suspeito foi levado à Superintendência da PF, no bairro Dom Pedro.

La muralla
A operação La Muralla, deflagrada pela Polícia Federal, ocorreu no dia 20 de novembro do ano passado. Mais de 90 pessoas foram presas com o objetivo de desarticular a facção criminosa que atua no tráfico internacional de drogas, operando o tráfico de armas, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, roubos, homicídios, sequestro, tortura e corrupção de agentes públicos. Cerca de 17 pessoas ainda estão foragidas.

VÍDEOS