Interno de centro de reabilitação de narcóticos é suspeito de matar colega a facadas

As informações são do responsável pelo centro. A vítima foi atingida com golpes de faca na cabeça, no tórax e no braço direito

Édria Caroline / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Gerson Roque, 37, foi morto a facadas, na manhã desta segunda-feira (12), em frente a um centro de reabilitação de narcóticos, na Rua 29, bairro Manôa, zona norte de Manaus. Um ex-interno do centro é apontado como autor das facadas, segundo informações do responsável pela unidade, Marcos Aurélio.

Gerson foi morto a facadas por colega, segundo responsável pelo centro (Foto: Raquel Miranda)

De acordo com Marcos, por volta das 5h30 da manhã, um homem, identificado apenas como ‘Francisco’, começou a bater e chutar o portão de entrada do local, querendo entrar. “O Gerson saiu pra conversar com ele e dizer pra ele não fazer aquilo, que estava incomodando a vizinhança. Mas o Francisco estava muito alterado e acabou esfaqueando o Gerson”, contou.

A vítima foi atingida com golpes de faca na cabeça, no tórax e no braço direito. O responsável pelo centro disse, ainda, que Gerson morava no local há, pelo menos, um ano. Segundo Marcos, Gerson era uma das pessoas que conseguiram sair das drogas com a ajuda do centro de reabilitação.

O suposto autor das facadas também mora no local há dois meses, e havia saído na madrugada desta segunda-feira (12), para, supostamente, ingerir bebida alcoólica.

Gerson chegou a ser socorrido por populares, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Assassinato ocorreu em frente a centro de reabilitação de narcóticos (Foto: Raquel Miranda)

VÍDEOS