Homem é morto com tiro no olho e polícia investiga ligação com processo trabalhista

Ronilson Cerdeira estava em casa, com a mulher, quando o autor do crime, não identificado, o procurou e efetuou os disparos

Gisele Rodrigues/ redacao@diarioam.com.br

Ronilson Cerdeira foi mortona noite de segunda-feira (Foto: Raquel Miranda)

Manaus – O ajudante de caminhão Ronilson Cerdeira, 39, foi morto, com um tiro no olho, na noite desta segunda-feira (21), no bairro Petrópolis, zona centro-sul de Manaus. A polícia suspeita que o crime tenha sido encomendado por causa de uma indenização trabalhista.

Conforme informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o autor do homicídio passou a tarde de ontem na casa de Ronilson. Segundo a mulher da vítima, Cleane Fonseca, o suspeito bebeu água e perguntou se o ajudante morava no local e que horas chegava em casa.

Ela contou que o suspeito se identificou como Lucas, da P&G, e disse que voltaria mais tarde. Embora o suspeito tenha se identificado como um amigo da empresa, Ronilson nunca trabalhou no local, segundo informou a mulher da vítima.

De acordo com informações da DEHS, quando o suspeito retornou, à noite, a mulher viu que ele portava uma pistola, avisou ao marido, que mesmo assim abriu a porta.

Conforme a DEHS, Ronilson estava na fase final de um processo trabalhista contra uma empresa, que não teve o nome divulgado. Os familiares de Ronilson confirmaram a suspeita.

Segundo eles, Ronilson iria participar da audiência trabalhista na próxima quinta-feira, contra uma empresa de pequeno porte, não divulgada pela família, com medo de represálias.

VÍDEOS