Em Manaus, jovem é assassinado por consumir droga que o irmão guardava para o tráfico

Segundo o tio da vítima, Alexandre Cardoso, os traficantes da área queriam o valor de volta, mas Luiz Henrique Cardoso da Silva não acreditou na ameaça

Luiz Henrique foi executado com cinco tiros, todos na cabeça (Foto: Reprodução)

Manaus – Luiz Henrique Cardoso da Silva, 21, foi executado com cinco tiros, todos na cabeça. O crime ocorreu por volta das 23h desta quarta-feira (2), em área de intenso tráfico, no bairro São José I, na zona leste de Manaus. Conforme o tio da vítima, Alexandre Cardoso, há duas semanas, ele tinha sido alertado sobre a execução do sobrinho.

Alexandre contou que é pastor de uma igreja evangélica do bairro. Segundo ele, o irmão de Henrique, Luís Fernando, 20, pegou uma quantidade de drogas para guardar e Henrique consumiu. Os traficantes da área, de acordo com o tio, queriam o valor de volta, mas o sobrinho não acreditou na ameaça e permaneceu no bairro.

“Eu já tinha conversado com ele, acho que não levou a sério, se confiou nos amigos”, disse Alexandre. “O pessoal sempre me conta as coisas, porque, na realidade, nós que começamos o tráfico, aqui, no bairro, depois que eu aceitei Jesus”.

Na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o tio da vítima relatou que a ordem era que Henrique saísse do bairro. Segunda a polícia, na área vigora a ‘lei do silêncio’.

O crime ocorreu no beco Cacau Pirera. Segundo o pastor, o sobrinho estava saindo da casa da namorada, quando duas pessoas atiraram na cabeça do jovem.

Usuário de drogas há cerca de três anos, segundo Alexandre, a vítima já havia sido apreendida quando era menor de idade por roubo.

Após o homicídio, o irmão de Alexandre fugiu do bairro ainda na madrugada e a família declarou que não sabe o paradeiro dele.

VÍDEOS