Homem confessa ter matado namorado durante briga motivada por ciúmes

Segundo a polícia, a vítima foi morta com um golpe de estrangulamento, em novembro do ano passado. Suspeito foi preso na última terça-feira

Carla Albuquerque

Manaus – O presidiário Bruno Alcântara Gama, 24, o ‘Bruninho’, confessou à Polícia Civil (PC) ter assassinado, em novembro do ano passado, o esteticista Wanderson Souza da Silva, 33, o ‘Shalon’. À polícia, segundo o delegado da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, o homem disse que tinha um relacionamento homoafetivo com Silva e que praticou o crime após um desentendimento motivado por ciúmes de uma mulher.

Homem confessa ter matado namorado durante briga motivada por ciúmes (Fotos: Carla Albuquerque/Divulgação e Reprodução)

Conforme o delegado, o jovem foi preso pela equipe da DEHS, na manhã da última terça-feira (20), por volta das 11h, no bairro Presidente Vargas, zona sul de Manaus. A prisão ocorreu em cumprimento a um mandado expedido pela Justiça.

O crime aconteceu no dia 5 de novembro do ano passado, na casa onde a vítima morava, na rua Daniel Sevalho, bairro Raiz, zona sul da cidade.

Valério ressaltou que a vítima era homossexual e, conforme testemunhas, mantinha um relacionamento amoroso com ‘Bruninho’. No dia do crime, Wanderson teria ido com Bruno para a residência dele e, após uma discussão entre eles, a vítima acabou vindo a óbito depois de ser agredida pelo jovem com um golpe de estrangulamento, conhecido como ‘Mata-Leão’.

Bruno foi indiciado por homicídio. Ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

VÍDEOS