Em Manaus, cadeirante baleado na cabeça, ombro e mão morre em hospital

De acordo com o delegado Danilo Bacarain, do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Wanderley era investigado pela Polícia Civil (PC) por tráfico de drogas

Karla Mendes/redacao@diarioam.com.br

A polícia suspeita que outros traficantes da área mataram Wanderley Caxias por disputa de território (Foto: Reprodução)

Manaus – O cadeirante Wanderley Maciel Caxias, 24, morreu, na madrugada desta sexta-feira (7), após ser atingido na tarde de ontem (6), com três tiros na cabeça, ombro e mão, no bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus.

De acordo com o delegado Danilo Bacarain, do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Wanderley era investigado pela Polícia Civil (PC) por tráfico de drogas.

Conforme informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a suspeita é que outros traficantes da área o mataram por disputa de território.

Wanderley já foi preso três vezes, duas por tráfico de drogas e uma por uso de entorpecentes.

Segundo a DEHS, Wanderley estava em frente a uma igreja, na Rua 1, no bairro Alvorada 1, quando uma dupla realizou quatro disparos contra ele.

O homem chegou a ser levado ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio em estado grave, mas morreu por volta das 19h de ontem.

VÍDEOS