Carro procurado por delegado baleado é do deputado Pauderney Avelino, diz polícia

O veículo roubado foi localizado pela equipe da DERFV na Rua 18, bairro Alvorada

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus – É do deputado federal Pauderney Avelino (DEM), o veículo roubado pelos criminosos que atiraram no delegado Péricles do Nascimento, da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv). Na noite deste domingo (8), o delegado recebeu um tiro no rosto, após uma operação que buscava prender os suspeitos de integrarem a quadrilha de roubos de picapes que levou o carro do deputado.

Além do carro de Pauderney, outros veículos já foram roubados pelos suspeitos (Foto: Sandro Pereira)

Conforme o delegado geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, além do carro de Pauderney, outros veículos já foram roubados pelos suspeitos, mas o delegado não soube precisar quantos. Segundo ele, a quadrilha tinha como alvo principal, para desmanches e venda veículos de modelo picape, como o caso do carro do deputado, uma S-10.

De acordo com a Polícia Civil, na noite de domingo, por volta das 21h30, as equipes da DERFV estavam realizando diligências com intuito de prender autores do roubo da picape, modelo S10, roubada no último dia 6 de outubro, no bairro Tarumã.

O veículo roubado foi localizado pela equipe da DERFV na Rua 18, bairro Alvorada, zona centro-oeste da cidade. Os policiais civis, que estavam investigando o caso desde o dia que ocorreu o delito, se deslocaram para uma residência na rua Paraíso 2, Comunidade Campos Sales, bairro Tarumã, onde os autores do roubo da picape estariam escondidos.

O delegado foi atingido com um disparo de arma de fogo na boca, após a polícia arrombar a casa, onde segundo a polícia, estavam os suspeitos.

O estado de saúde do delegado permanece estável, dois homens continuam foragidos.

 

Morreu o autor do disparo contra delegado 

Cliffer Lourival Grangeiro Figueiredo, suspeito de ter sido o autor do disparo que atingiu o delegado DERFV, Péricles Nascimento, morreu após, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), entrar em confronto com a polícia.

A morte de Cliffer foi ocasionada, segundo a secretaria, porque o suspeito reagiu à abordagem e, na troca de tiros com policiais, foi atingido com dois tiros no peito.

VÍDEOS