Camelô é preso suspeito de estuprar sobrinha de 7 anos

Segundo a delegada Juliana Tuma, o camelô, de 55 anos, vem abusando de pessoas da mesma família ao longo de gerações

Stephane Simões / contato@jornaldezminutos.com.br

Manaus – Um camelô, de 55 anos, foi preso, em flagrante, na última quarta-feira, em um condomínio, na zona norte da capital, suspeito de estuprar a sobrinha, de 7 anos. As informações são da delegada da Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma.

O camelô é suspeito de estuprar outras pessoas da família (Foto: Robson Adriano)

O crime ocorreu na casa da avó da criança, no bairro Jorge Teixeira, zona leste. A criança relatou, na delegacia, que, enquanto o homem secava o seu cabelo, ele introduziu o dedo nas partes íntimas dela, causando um ferimento. A cena foi presenciada pela avó, que, no momento, tratou tudo como uma brincadeira, informou Juliana Tuma.

“A criança estava chorando quando relatou a uma adolescente, de 17 anos, o que havia acontecido. Essa moça contou à mãe da vítima o que havia acontecido e ela, imediatamente, procurou a delegacia”, explicou Tuma.

A criança afirmou, na delegacia, que ela não contava nada por medo. “Ele ameaçava bater nela, dizia que ia matá-la e que ela era culpada por aquilo que estava acontecendo (o estupro)”, disse a delegada.

Vítimas na família

Ainda conforme a delegada, o camelô já fez outras vítimas na família, sendo uma delas a própria mãe da criança. “Ele vem abusando, ao longo de gerações. Outras mulheres da família também já foram vítimas dele. Inclusive, algumas delas hoje são adultas”, afirmou Tuma.

Há um ano, um caso já estava sendo investigado pela Depca. Na ocasião, o homem era investigado pelo estupro da neta de uma ex-companheira. A criança vinha sendo estuprada pelo homem desde os 8 anos. Atualmente ela tem 13 anos.

Segundo a delegada, no momento da prisão, ocorrida em um apartamento no Santa Etelvina, o homem demorou cerca de 40 minutos para abrir a porta. Lá, ele negava que tivesse cometido algum crime, bem como na delegacia, onde ele continuou a negar o envolvimento no caso.

O homem foi autuado, em flagrante, por estupro de vulnerável e será encaminhado para a audiência de custódia.

VÍDEOS