Adolescente é afastada da mãe após tio denunciar agressões ao Conselho Tutelar

Ao Conselho, a jovem disse que também sofria abusos do padrasto, mas na delegacia ela negou, inclusive na frente do conselheiro. O caso é investigado pela Depca

Filipe Távora

Manaus – Uma adolescente de 16 anos foi à Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), nesta quarta-feira (22), depois que um tio dela acionou o Conselho Tutelar. Conforme a denúncia, a jovem sofria maus tratos da mãe. De acordo com a delegada Joyce Coelho, a menina afirmou que foi agredida com um cabo de vassoura. A delegada informou que ela deve ficar sob a guarda do tio.

Adolescente foi ouvida na Depca (Foto: Raquel Miranda)

Antes de ir para a Depca, a menina foi ouvida no Conselho Tutelar, onde a adolescente disse que era abusada sexualmente pelo padrasto. Já na delegacia, a jovem desmentiu a história, inclusive na frente do conselheiro tutelar, segundo a delegada Joyce Coelho, titular da Depca.

“O foco dela era realmente nos maus tratos que sofre pela mãe. Sobre o padrasto, ela disse apenas que ele tentou agarrá-la, quando ela tinha 14 anos e que ele nunca avançou e nunca a tocou, pelo contrário: sempre a tratou melhor do que a própria mãe”, explicou.

À reportagem, a delegada afirmou que será registrado um Boletim de Ocorrência (B.O) de maus tratos e perturbação da tranquilidade. “A mãe, provavelmente, vai trazer outra versão. Ela [a adolescente] relata que a última surra que pegou foi no dia 25 de julho, ou seja, faz um mês. Dá para ver que ela não é constantemente agredida. [Também] não há flagrante”, disse Joyce Coelho.

A delegada contou que a adolescente morava em outro estado e passou a manter vínculos com a mãe há pouco tempo. “Ela [a jovem] morava no Pará, com a bisavó. Há três anos, ela veio para cá e começou a morar com a mãe. Então, ela não tem uma relação, de mãe e filha, com a responsável. Ela alega que a mãe a faz realizar todos os serviços domésticos da casa, além de cuidar da irmãzinha. [A adolescente] deve estar cansada dessa situação”, destacou.

De acordo com Joyce Coelho, a agressão mais recente aconteceu quando a jovem cuidava da irmã. “Quando o bebê começou a chorar, por algum motivo, e a mãe dela bateu na adolescente com um cabo de vassoura”, disse.

Sobre a guarda da jovem, a delegada disse que ela ficará com o tio. “Ela não quer mais morar com a mãe. [A jovem] ficará temporariamente com o tio, com o aval do conselheiro tutelar. Mas a situação só é [de] maus tratos e perturbação da tranquilidade”, explicou.

VÍDEOS