Polícia Civil realiza operação ‘Meu bairro mais seguro’ no Santa Etelvina

Girlene Medeiros /Dez Minutos


Manaus – Chamando atenção pelo índice de criminalidade, o bairro Santa Etelvina, na zona norte de Manaus, foi alvo da operação ‘Meu bairro mais seguro’, da Secretaria de Segurança Pública (SSP), na manhã desta quarta-feira (19). A ação aconteceu na entrada dos conjuntos Viver Melhor e condomínios próximos, fazendo paradas a veículos que entravam na área.

Conforme informações da equipe de investigação do 26° Distrito Integrado de Polícia (DIP), que atende o bairro, foram registrados, em média, 5 mil Boletins de Ocorrência  (BOs), de janeiro a setembro deste ano, relacionados a roubo e diferentes crimes registrados na região.

                                                           Foto: Jair Araújo

A operação parou motocicletas, carros e ônibus enquanto os policiais civis faziam abordagens a motoristas e passageiros. Um morador de um dos condomínios localizados próximo ao Viver Melhor, de 37 anos, que pediu para não ter o nome divulgado, também foi abordado pela operação e afirmou acreditar ser oportuna a atitude devido a formas criativas com que bandidos estão assaltando motoristas nos últimos cinco meses, na entrada dos conjuntos.

Segundo o morador, à noite, assaltantes colocam pedras na rua e o motorista é forçado a parar o carro para retirar as pedras. “Quando o motorista para, os caras aparecem para assaltar”, disse o morador, acrescentando que um colega dele foi assaltado dessa forma há alguns meses.Ainda de acordo com ele, outra forma dos bandidos roubarem é fingindo ser motociclistas que sofreram acidente de trânsito na entrada do conjunto e que anunciam o assalto quando um motorista tenta ajudá-lo.

A dona de casa Samara Diógenes Martins, 63, moradora da segunda etapa do Viver Melhor, disse que o bairro Santa Etelvina precisa de atenção da polícia. “A gente já sai com medo de casa, escondendo o celular e tudo o que pode”, afirmou.

                                                        Foto: Jair Araújo

O secretário Orlando Amaral, titilar da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), da SSP, disse que grande parte dos assaltos registrados no Santa Etelvina envolvem dupla de motociclistas em via pública. “A operação já passou por vários bairros e está chegando ao Santa Etelvina, por termos notado um aumento no índice de criminalidade”, comentou.

VÍDEOS