Lutador amazonense representa a América do Sul, no Irã

Diogo Rocha / portal@d24am.com


Manaus – O amazonense Paulo Victor Santos, 25, disputará uma edição inédita da Copa Takhiti de Wrestling Internacional, em Mashhad, no Irã, entre os dias 19 e 20 deste mês. Ele foi o único atleta brasileiro convocado pela Federação Iraniana de Wrestling para representar uma delegação do continente Sul-Americano no torneio na Ásia Ocidental, conforme o próprio lutador.

Há três anos convocado para a Seleção Brasileira da modalidade, Paulo viaja, neste domingo, para o Irã, com as despesas de passagens aéreas e estadia pagas pela United World Wrestling (UWW), antiga Federação Internacional das Lutas Amadoras (Fila). Ele competirá pela categoria até 97 quilos, no estilo livre.

“Não é uma convocação para a Seleção, a federação iraniana que escolheu os melhores para um torneio intercontinental. Então, é algo inédito. Em 2014, disputei este mesmo campeonato, em Teerã (no Irã), pelo Brasil, e terminamos em 12º lugar por equipe”, explicou Paulo Victor.

Bolsista do curso de Direito pelos desempenhos em competições, Paulo tem experiência no exterior. O amazonense, inclusive, competiu no Irã, no World Wrestling Clubs Cup (Copa do Mundo), e também pela Ucrânia, na França, no Grand Prix (GP) de Paris. Já passou por Turquia, Peru e Estados Unidos.

Em dezembro, o lutador debutou no Bill Farrell 2016, o Aberto de Nova Iorque de Wrestling, nos Estados Unidos. Na experiência inédita, Paulo Victor não subiu ao pódio. Há sete anos na luta olímpica, ele planeja um novo ciclo olímpico para disputar os Jogos de Tóquio, no Japão, em 2020.

VÍDEOS