Em Manaus, projeto busca desenvolver softwares para autistas

Da Redação / Dez Minutos


Manaus – Um projeto de pesquisa no âmbito do Programa Estadual de Atenção à Pessoa com Deficiência (Viver Melhor/Pró-Assistir), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), está realizando experimentos com crianças autistas a fim de criar um aplicativo com diretrizes que rejam e guiem pessoas que forem desenvolver softwares para esse público.

O estudo é desenvolvido pela professora da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) Áurea Hiléia Melo que entrevistou crianças do Instituto do Autismo e do Instituto Mãos Unidas Pelo Autismo (Mupa), ambas em Manaus. A essência do projeto é identificar características dos autistas para saber se são mitos ou não e, assim, nortear as diretrizes do aplicativo.

“É um processo para auxiliar pessoas a desenvolver interfaces de software de qualquer produto para autistas, baseadas em um conjunto de recomendações”, explicou Áurea.

VÍDEOS