Sob aplausos e homenagens, corpo de Amadeu Teixeira é enterrado no São João Batista

Durante o enterro do ícone, atletas locais uniram as mãos em cima do caixão e gritaram em uma só voz: “Um, dois, três, Jesus. Um, dois, três, Amadeu”

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O ex-técnico e fundador do América Futebol Clube, Amadeu Teixeira, que morreu na noite da última terça-feira (7), foi enterrado, na tarde desta quarta-feira (8), em uma cerimônia simples, mas recheada de emoções. O enterro contou com homenagens de familiares, amigos e atletas locais.

Torcedores, ex-jogadores e familiares dão último adeus ao ‘Seu Amadeu’ (Foto: Reinaldo Okita)

Amadeu Teixeira morreu aos 91 anos, após ter falência múltipla dos órgãos, quando estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Unimed, localizado no bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul de Manaus.

Durante o enterro do ícone, atletas locais uniram as mãos em cima do caixão e gritaram em uma só voz: “Um, dois, três, Jesus. Um, dois, três, Amadeu”. Considerado uma lenda do esporte amazonense, Amadeu Teixeira foi o técnico que mais tempo ficou à frente de uma equipe. Ele comandou o América durante 53 anos. Por conta disso, entrou para a história do futebol mundial ao superar Alex Ferguson, um dos treinadores mais vitoriosos de todos os tempos.

VÍDEOS