Sem laudo técnico, Colina pode ter jogo sem torcida.

A Sejel, administradora do espaço, já solicitou novos laudos e tem até hoje para obter licença

Natasha Pinto contato@jornaldezminutos.com.br

Os jogos de Manaus FC e Fast Clube pela Copa do Brasil, na próxima semana, correm risco de acontecer com portões fechados. Isto porque a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou, ontem, em documento enviado para os dois clubes e também para a Federação Amazonense de Futebol (FAF) solicitando novos laudos técnicos do Estádio Ismael Benigno, a Colina.

Os laudos das praças esportivas são atualizados sempre no ínicio de cada partida que só terá a presença da torcida se o órgão responsável pela Colina (no caso, a Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer – Sejel) obtiver os laudos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Vigilância Sanitária até hoje, às 18h (de Manaus).


Sejel aguarda liberação do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e Vigilância Sanitária (Foto: Raquel Miranda)

O diretor de competições da FAF, Ivan Guimarães, informou que o documento foi encaminhado para a pasta, para que a Sejel encaminhe os novos laudos. “A Colina é de responsabilidade da Sejel, que já está ciente do ocorrido. A secretaria pode encaminhar os novos laudos para a CBF ou via Federação. O único laudo aprovado foi o que atesta a estrutura da Colina. O que a Confederação reprovou alegando vencimento foi o do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Vigilância Sanitária”, explicou o diretor.

Em nota, a Sejel informou que os laudos técnicos necessários para o funcionamento dos espaços durante as competições locais estão em dias. Para os jogos da Copa do Brasil (Manaus e Vila Nova, 13, e Fast e Oeste-SP, 14), e para outras competições, outros laudos técnicos já foram solicitados. A pasta responsável pelas praças esportivas terá até as 18h de hoje para apresentar os laudos técnicos já solicitados.

VÍDEOS