Nos EUA, Marta defende o esporte como ferramenta para igualdade de gênero

Em cerimônia organizada pelo Comitê Oliímpico Internacioal (COI), em Nova Iorque, a jogadora de futebol brasileira Marta, que é embaixadora da ONU, afirmou que o esporte é uma ferramenta eficiente para conquistar a igualdade de gênero.

Agência Brasil e Agência Estado contato@jornaldezminutos.com.br

A jogadora de futebol Marta Vieira da Silva, embaixadora das Nações Unidas da Boa Vontade de Mulheres e Meninas no esporte, participou, em Nova Iorque-EUA, de uma cerimônia organizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), destinada a atletas femininas que se destacam neste universo. Ela ressaltou que o esporte é uma ferramenta eficiente para conquistar a igualdade de gênero.

“O esporte é uma ferramenta muito poderosa para alcançar a igualdade de gênero”, disse a jogadora. “No Brasil, meninas que passaram pelo programa ‘One Win Leads Another’, um programa conjunto entre a Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres e o COI, transformaram suas vidas e mudaram a realidade em torno delas. Temos histórias de meninas que completaram o programa e agora estão jogando em equipes profissionais”, completou.

Eleita seis vezes a melhor jogadora de futebol do mundo, Marta é uma das quatro embaixadoras do esporte na ONU em defesa da igualdade de gênero. Ela foi aplaudida pelos presentes. “Estamos globalmente comprometidos em alcançar a igualdade de gênero até 2030. Há muito a ser feito em tão pouco tempo”, afirmou a atleta.

Emocionada, Marta lembrou no seu discurso a origem humilde, em uma cidade com 11 mil habitantes, em Alagoas, e as dificuldades pelas quais passou. Ela ressaltou que a discriminação e a ausência de chances a incomodaram. “Preconceito e falta de oportunidades me magoaram muitas vezes ao longo do caminho. Doeu quando os meninos não me deixaram jogar, doeu quando treinadores adultos de times adversários me tiraram de campeonatos porque eu era uma menina”, disse.

Marta se emociounou e emocionou os presentes na cerimônia. No final ela foi aplaudida de pé.
Amistosos

A CBF anunciou que a Seleção Brasileira Feminina fará em abril, na Espanha, mais dois jogos amistosos de preparação para o Mundial, que será em junho e julho deste ano na França. O time comandado pelo técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, entrará em campo no dia 5 contra as donas da casa, no Estádio Municipal Vicente Sanz, na cidade de Don Benito. Três dias depois, a adversária será a Escócia na Pinatar Arena, em San Pedro de Pinatar.

De acordo com a CBF, os amistosos contra Espanha e Escócia, respectivamente 12ª e 20ª colocadas do ranking da Fifa, fazem parte dos objetivos da comissão técnica em enfrentar seleções fortes visando a melhor preparação para o Mundial. Vadão irá divulgar a lista de convocadas na próxima semana. Marta deverá estar na lista.

No Mundial, o Brasil está no Grupo C. A estreia será diante da Jamaica, no dia 9 de junho, em Grenoble. Em seguida enfrentará a Austrália no dia 13, em Montpellier. Fechando a fase de grupos, jogará contra a Itália, no dia 18, em Valenciennes.

Marta é uma das quatro embaixadoras do esporte na ONU em defesa da igualdade de gênero. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

 

VÍDEOS