Manaus FC e Rio Branco-AC se enfrentam nesta quarta, na Arena da Amazônia

Os dois clubes perderam seus treinadores recentemente e os auxiliares assumiram o comando das equipes para buscarem avançar para as semifinais

Natasha Pinto / contato@jornaldezminutos.com.br

Manaus – Manaus FC e Rio Branco-AC se enfrentam, nesta quarta-feira (7), na Arena da Amazônia, às 20h30, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Verde, em situações parecidas nos respectivos Estaduais. Os dois clubes perderam os seus treinadores recentemente e os auxiliares Igor Cearense, pelo Gavião do Norte, e Jader de Andrade, do Estrelão, assumiram o comando das equipes para buscarem avançar para as semifinais.

Após trocas de comandos nos respectivos times, Manaus FC e Rio Branco-AC se enfrentam, nesta quarta, na Arena da Amazônia, pelo primeiro duelo das quartas de final, de olho na vaga das semifinais (Emanuel Siqueira/Manaus FC)

Tanto Manaus FC quanto Rio Branco não conseguiram chegar na final do primeiro turno do Amazonense e do Acriano, respectivamente, mas tentam se recuperar dos tropeços do começo da temporada. Vindo de um empate, no último sábado, contra o São Raimundo, o Gavião do Norte fez um ‘rachão’ durante o treino coletivo, na última segunda-feira.

O técnico Igor Cearense confirmou a substituição do lateral-esquerdo Negueba, que cumpre suspensão, pelo jogador de mesma posição, Zadda. Mas quando questionado sobre a equipe titular que enfrentará o rival do Acre, Igor só revelou que a equipe será a mesma, mas que possui apenas uma dúvida no meio de campo.

“Eu tenho uma dúvida entre Cleitinho e Wander, porque são dois jogadores diferenciados. Tenho certeza que quem iniciar o jogo vai fazer um bom trabalho e quem vai ganhar com isso vai ser o Manaus FC. O resto do time vai ser, praticamente, o mesmo”, disse o técnico do Gavião.

Uma novidade será a presença do zagueiro Deurick, que volta à equipe após se recuperar de uma lesão na coxa esquerda. Mesmo ainda não estando 100% fisicamente, o zagueiro garantiu que vai jogar com o todo o empenho.

“Eu quero jogar e vou jogar, só não vou se não conseguir andar. Com certeza consigo jogar os 90 minutos, às vezes, não dá na técnica, mas dá na vontade, dá na raça e isso, graças a Deus, nunca vai me faltar, principalmente, defendendo o manto do Gavião”, completou.

Depois de uma derrota nas semifinais do Acriano, o Rio Branco chega à capital do Amzonas querendo espantar a má fase. O técnico do Estrelão, Jader revelou que mudanças devem ser feitas na equipe devido aos desfalques no grupo.

“Nós temos jogadores lesionados e por isso vamos fazer algumas substituições. Mas nada que mude a estratégia de jogo ou como a nossa equipe se comporta dentro de campo”, disse o treinador.
No treino realizado no CT Barbosa Filho, do Nacional, ontem, o Rio Branco fez somente um recreativo, em campo reduzido, para que os atletas pudessem relaxar a musculatura depois de uma viagem de mais de seis horas.

Para o atacante Mateus Nego, os jogadores estão bem psicologicamente. “O jogo é muito importante, pois essa vitória serviria para aumentar o ânimo da equipe e para nos dar confiança. Treinamos bem durante a semana e esperamos fazer um bom jogo”, declarou.

VÍDEOS