Manaus da Copa do Mundo reaparece em arte das ruas

A menos de um mês da abertura do Mundial da Rússia, bairros tradicionais da cidade iniciaram a decoração das vias focados no edital da Prefeitura para a transmissão das partidas da Seleção Brasileira

Natasha Pinto

Manaus – Com o encerramento das inscrições para o edital da Prefeitura de Manaus – ‘Ruas da Copa’ -, os tradicionais bairros que concorrem com o apoio do poder executivo correm contra o tempo para deixar pronta a parte aérea (fitas suspensas) até o prazo final, no dia 30 deste mês. Dez ruas serão selecionadas pela Prefeitura para receber as estruturas de palco, som, iluminação, banheiros químicos, telões e equipamentos. O resultado do edital sairá no dia 4 de junho, dez dias antes do início da Copa do Mundo, na Rússia.

Manaus da Copa do Mundo reaparece em arte das ruas (Foto: Raquel Miranda)eio

Representando a zona sul de Manaus, o bairro Morro da Liberdade entra na disputa com a Rua 24 de Agosto, que tem a ornamentação com o tema: ‘Futebol, Samba e Fé’. Um dos organizadores, Eduardo Silva afirmou que cada espaço ornamentado vai homenagear uma instituição do bairro.

“Teremos o Boi Canarinho, a Coroa, que representa a nossa Escola de Samba Reino Unido da Liberdade, o escudo do Olaria Esporte Clube, que é o nosso time de futebol amador, assim como também temos o escudo do Libermorro, que é o time de futebol profissional do bairro”, explicou.

Eduardo revelou que já foram investidos, aproximadamente, R$ 40 mil na decoração para o Mundial da Rússia e que o cálculo é gastar até R$ 100 mil, superando o orçamento de 2014, que foi R$ 80 mil. “Nós pretendemos investir na ornamentação, em mais de 250 metros. Serão cerca de 2,5 milhões de fitas”, disse.

Ainda na região sul de Manaus, a Rua Santa Isabel, no bairro Praça 14 de Janeiro, tem um motivo muito especial para realizar os enfeites neste ano. O coordenador Hendrix Henriques é filho de um dos pioneiros das ornamentações na rua. O pai dele faleceu depois da última edição da Copa do Mundo, em 2014. “Nós começamos, em 2013, quando o meu pai, conhecido por todos como Tunico, teve a ideia de fazer a decoração para a Copa das Confederações. Então, este ano ele será homenageado”, explicou Hendrix.

Para a ornamentação, a rua também está realizando eventos para ajudar nas despesas. “Nós estamos fazendo feijoadas, rifas e bingos todos os domingos, para que assim, pudéssemos arrecadar um lucro para fazer a nossa ornamentação. Diferente de outras ruas, não estamos utilizando suporte para fazer o desenho, está sendo tudo manualmente, o que é mais trabalhoso e difícil. Até o momento foi gasto cerca de R$ 5 mil”, explicou.

Manaus da Copa do Mundo reaparece em arte das ruas (Foto: Raquel Miranda)

Já na região centro-oeste, o bairro da Alvorada I, com a Rua 3, desde 1994, enfeita a via e faz a alegria da comunidade. Mas neste ano, quase ficou de fora da disputa, como explicou um dos coordenadores, Leandro Libório. “Esse ano quase que não conseguimos ornamentar por conta da crise, mas nada como uma conversa com os amigos e vizinhos. Nós começamos a trabalhar no dia 15 de abril e pretendemos entregar próximo do início da Copa. O investimento está em torno de R$ 150 mil”, declarou.

A comunidade também realiza aos finais de semana eventos para arrecadar recursos para os enfeites. “Nos inscrevemos e estamos confiantes em sermos uma das dez ruas a serem apoiadas para a transmissão dos jogos da Seleção Brasileira, até porque já conseguimos ganhar três vezes a competição”, afirmou.

Na zona oeste, outra Rua Santa Isabel, mas do bairro Vila da Prata, está arrecadando fundos desde junho do ano passado, segundo o coordenador Carlos Tomé. “Nós não fomos afetados pela crise este ano, porque nós nos preparamos desde junho do ano passado. Em todos os domingos, fazemos bingos, rifas e feijoadas. Todo o dinheiro arrecadado foi investido para as fitas, para que assim pudéssemos fazer os desenhos aéreos”, disse.

O trabalho começou a ser feito logo depois do Carnaval e o orçamento até o momento foi de R$ 8 mil. “Ainda temos o portal e as pinturas na rua, que se conseguirmos, deve subir um pouco o valor total”, calculou.

VÍDEOS