Brasil entre favoritos na conquista do título

Em publicação feita no site oficial, entidade crava ainda superação brasileira para esquecer o 7 a 1 de 2014, a renovação da equipe e o bom retorno de Neymar Jr

Folhapress

Moscou – A Fifa considera a Seleção Brasileira uma das favoritas ao título da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Em nota publica em seu site, a entidade entende que o time de Tite superou o 7 a 1 da Copa de 2014 e que chega à Rússia com um elenco renovado, de qualidade e unido.

Ainda de acordo com a publicação, Neymar é apontado como o jogador diferenciado da seleção e classificado como ‘talismã brasileiro’. A Fifa destacou também o retorno do camisa 10 à seleção após fratura no pé. Neymar entrou no segundo tempo do amistoso contra a Croácia e marcou um golaço na vitória por 2 a 0.

Além da Alemanha, atual campeã, Fifa aponta ainda Espanha e França comos favoritos (Foto: Getty Imagens/Fifa)

“Houve um temor coletivo quando o talismã brasileiro sofreu a lesão no pé no fim da temporada pelo PSG. Mas Neymar, que aos 26 anos já tem 54 gols pelo seu país e está se aproximando de Romário, Ronaldo e Pelé na lista de todos os tempos, está de volta à ativa”, diz a publicação que mencionou ainda o retorno do craque aos gramados. “Seu retorno contra a Croácia, com um brilhante gol, lembrou a todos o quanto é extraordinário”, acrescentou.

Além do Brasil, a Fifa coloca França, Alemanha e Espanha como favoritas à taça. Sobre os franceses, a Fifa exalta a força da nova geração, cuja estrela é atacante Kylian Mbappé. Campeões do Mundial em 2014, os alemães são vistos pela Fifa como uma seleção experiente e que conservou a qualidade de quatro anos atrás.

A entidade máxima do futebol vê ainda a seleção espanhola como um time que se reaproximou do estilo de jogo que o consagrou, em 2010. O jogador-chave apontado pela Fifa é David Silva. A Espanha voltou a trocar bastante passes e tem boa geração de atletas, avalia a Fifa.

CBF Confiante

Presidente da Confederação Brasileira de futebol (CBF), o coronel da polícia militar aposentado Antônio Carlos Nunes, a confiança na conquista do hexacampeonato mundial é grande.

Nesta segunda-feira (11), ele participou de uma reunião do Conselho Conmebol na capital russa que contou com a presença do presidente da Fifa, Gianni Infantino, e mandou um recado.”Eu disse ao Infantino que ele pode preparar a taça para o Brasil. Eu quero levantar a taça”, disse Nunes em um rápido bate-papo com os jornalistas após sair da reunião.

Ele também deu uma alfinetada na Áustria e nos zagueiros que foram violentos com Neymar na vitória da Seleção Brasileira, por 3 a 0, em amistoso, no domingo passado, em Viena. “A Áustria achou que iria fazer frente, porque ganhou da Alemanha (2 a 1). Mas não deu para a saída. O zagueiro está procurando o Neymar até agora”, disse o cartola.

Nunes viajará agora para Sochi, onde hoje terá um encontro com a Seleção Brasileira e posará para foto oficial.

VÍDEOS