Al Ain bate o River e vai à final do Mundial

O River teve apenas lampejos de bom futebol em campo. Não fosse Borré, autor de dois gols, a queda poderia ter vindo ainda antes. Mas, nos pênaltis, Enzo Pérez parou nas mãos de Khalid e se transformou no vilão argentino.

Gabriel Melloni (AE) contato@jornaldezminutos.com.br

Nove dias depois de viver uma das maiores glórias de sua história, o River Plate protagonizou um verdadeiro vexame ontem. O campeão sul-americano não foi páreo para o Al Ain, que fez a festa da torcida da casa nos Emirados Árabes Unidos ao eliminar o rival e garantir vaga na decisão do Mundial de Clubes. Depois do empate por 2 a 2 no tempo normal e na prorrogação, os anfitriões levaram a melhor nos pênaltis, por 5 a 4.
O River teve apenas lampejos de bom futebol em campo. Não fosse Borré, autor de dois gols, a queda poderia ter vindo ainda antes. Mas, nos pênaltis, Enzo Pérez parou nas mãos de Khalid e se transformou no vilão argentino.

Al Ain/Divulgação
Jogadores do Al Ain fizeram a festa na frente dos torcedores do River ( Foto: Al Ain/Divulgação)

Com isso, o River se torna apenas o primeiro argentino a ir ao Mundial e cair nas semifinais. Trata-se, também, do quarto sul-americano a protagonizar este vexame, repetindo os brasileiros Internacional, contra o Mazembe, em 2010, e o Atlético-MG, diante do Raja Casablanca, em 2013, além do colombiano Atlético Nacional, contra o Kashima Antlers, em 2016.

Melhor para o Al Ain, primeiro representante dos Emirados Árabes a ir à decisão do torneio. Agora, a grande zebra do Mundial espera para conhecer seu adversário, que sairá do duelo entre o poderoso Real Madrid e o Kashima Antlers que se enfrentam hoje, em Abu Dabi.

VÍDEOS