Vasco retorna para casa com Zé Ricardo

Cruz-Maltino recebe o Grêmio (RS), vice-líder do Brasileirão, no Estádio São Januário, no Rio, com mudanças na equipe promovidas pelo novo técnico, que estreia hoje à tarde no comando

Agência Estado/vencer@diarioam.com.br

 

Rio de Janeiro -O Vasco pode utilizar a vitória no clássico, diante do Fluminense no jogo passado do Brasileiro, o retorno ao Estádio de São Januário e a estreia do técnico Zé Ricardo no comando do time como motivações extras para surpreender o Grêmio, vice-líder da competição, hoje. O confronto será às 17h (de Manaus), no Rio de Janeiro, pela 23ª rodada da Série A.

Meia vascaíno Nenê segue com prestígio até na troca de treinadores. Foto:Paulo Fernandes/Vasco

O jogo tem grande importância para as pretensões vascaínas no Brasileiro. Com 28 pontos, a equipe carioca, que busca uma vaga no G-6 para estar na Copa Libertadores do próximo ano, necessita do resultado em casa para se aproximar do primeiro pelotão na tabela de classificação. Por outro lado, o triunfo sobre os gremistas também aliviaria o Cruz-Maltino da incômoda proximidade com a zona de rebaixamento. A Chapecoense tem somente três pontos a menos.

Zé Ricardo já antecipou os substitutos para o lateral-direito Gilberto, o volante Jean, ambos suspensos, e o atacante Luis Fabiano, que passou por artroscopia no joelho direito. Madson entrará na lateral direita, o argentino Escudero ocupará a vaga no meio de campo e o seu compatriota Andrés Ríos irá para o ataque.

“Para mim é um prazer disputar posição com um jogador (Luis Fabiano) dessa qualidade. Quem joga como centroavante, tem que fazer gol”, disse Ríos.

O próprio Zé Ricardo demonstrou ansiedade por sentar no banco de reservas pela primeira vez como treinador do Vasco. “Frio na barriga, sem dúvida. Não tenho motivo para esconder isso, até porque é uma estreia. Minha volta a um grande clube”, comentou.

A possibilidade do colega Renato Gaúcho escalar um time misto contra o Vasco devido à proximidade da partida contra o Botafogo, pelas quartas de final da Libertadores, parece não alterar a estratégia de Zé Ricardo. “Penso que o Renato Gaúcho já mostrou que tem um grupo competitivo nas mãos. A equipe deles foi competitiva em todas as formações que entrou em campo”, analisou Ricardo.

Com um olho na Copa Libertadores e outro no líder Corinthians, o Grêmio deve usar uma equipe mista. Mas o técnico Renato Gaúcho não confirmou a escalação.

Vice-líder do Brasileirão, com 43 pontos, sete a menos do que o Corinthians, o Grêmio está preocupado com o desgaste físico dos titulares. Na próxima quarta-feira (13), o Grêmio encara o Botafogo, no Engenhão, no jogo de ida das quartas de final da Libertadores.

Em razão disso, Renato deve mesclar titulares e reservas. Dois dos principais jogadores do elenco que devem ficar de fora são o zagueiro Pedro Geromel e o atacante Luan. O primeiro voltou aos treinos, na última semana, após se recuperar de problema muscular. O outro teve diagnosticado, na sexta-feira, um edema na coxa e já iniciou trabalhos de recuperação.

A zaga deve ser formada por Bressan e Kannemann, titulares na goleada sobre o Sport por 5 a 0, na última rodada. No ataque, Renato tem como opções o peruano Beto da Silva e o equatoriano Arroyo. Mas a principal novidade será o volante Cristian, que deve estrear.

VÍDEOS