Pressionado pela categoria, Sinteam decreta greve geral de professores do AM

Comando de greve foi instaurado após votação de professores e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas, durante assembleia geral, na tarde desta quinta

Sofia Lorrane

Manaus – Pressionado por movimentos de professores e paralisações em escolas da rede estadual, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) decretou, após votação em assembleia geral, na tarde desta quinta-feira (22), greve geral em todo o Estado. Profissionais da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) se reuniram com o sindicato, no ginásio do Atlético Rio Negro Clube, localizado no Centro de Manaus.

(Foto: Sofia Lorrane/Divulgação)

De acordo com o presidente do Sinteam, Marcos Libório, a partir de agora foi instaurado o comando de greve e um documento oficial será encaminhado ao governo. “Vamos levar o documento para o governo do Estado, dizendo que a categoria aprovou a greve geral dos trabalhadores e daqui 72 horas a greve geral passa a vigorar legalmente. Nos juntamos aqui para oficializar, formalizar e legalizar a nossa greve geral”, disse.

VÍDEOS