Nove em cada dez casos de sarampo no Brasil foram registrados no AM

O boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem, apontou que, de janeiro do ano passado ao dia 8 deste mês, em todo o Brasil, 10.274 casos confirmados da doença foram identificados, sendo 95% no Estado do Amazonas

Gisele Rodrigues contato@jornaldezminutos.com.br

Nove em cada dez casos de sarampo no Brasil foram registrados no Amazonas, segundo dados divulgados, na manhã de ontem, pelo Ministério da Saúde (MS). O boletim apontou que, de janeiro do ano passado ao dia 8 deste mês, em todo o Brasil, 10.274 casos confirmados da doença foram identificados, sendo 95% no Amazonas.

No Estado, foram 9.778 atingidos pela doença. Desse total, seis pessoas morreram. Além do Amazonas, o surto da doença também ocorre em Roraima, onde foram contabilizados 355 casos, com quatro mortes.

Ocorrências isoladas foram anotadas, ainda, em São Paulo (3), Rio de Janeiro (19), Rio Grande do Sul (45), Rondônia (2), Bahia (2), Pernambuco (4), Pará (61) e Sergipe (4), além do Distrito Federal (1).

Ao todo, foram registrados 12 vítimas fatais por sarampo, sendo quatro em Roraima, seis no Amazonas e dois no Pará. Os surtos, segundo o Ministério da Saúde, estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus que circula no Brasil é o mesmo da Venezuela, País com surto da doença desde 2017.

 

De acordo com o MS, de janeiro de 2018 até janeiro deste ano, o Ministério encaminhou 15,5 milhões de doses da vacina tríplice viral (Foto:Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Por meio de nota, o MS informou que a soma de casos confirmados no Amazonas é resultado de uma força-tarefa, realizada no final de 2018, em Manaus, quando mais de 7 mil casos, que estavam em investigação, foram concluídos.

“Nas últimas semanas, houve diminuição na notificação de casos novos no Amazonas e em Roraima. No Amazonas, a maior concentração de casos se deu nos meses de julho e agosto. No Estado de Roraima, o pico da doença ocorreu entre fevereiro e março de 2018. Em ambos os Estados, no momento, a curva de novos casos é decrescente”, disse o Ministério da Saúde.

De acordo com o MS, de janeiro de 2018 até janeiro deste ano, o Ministério encaminhou 15,5 milhões de doses da vacina tríplice viral para atender a demanda dos serviços de rotina e a realização de ações de bloqueio nos seguintes Estados: Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Sergipe, além do Distrito Federal.

VÍDEOS