Nível do Rio Negro sobe lentamente por conta de chuvas abaixo da média

Segundo o CPRM, o nível está subindo cerca de dois centímetros por dia, quando o esperado era de quatro à seis. Sipam considera que fevereiro foi 'seco'

Sofia Lorrane

Manaus – Com o registro de chuvas abaixo da média, em Manaus, em fevereiro, o nível do Rio Negro passou a subir com mais lentidão, segundo informou o superintendente regional do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marco Antonio de Oliveira. Nesta terça-feira (13), o Rio Negro registrou a cota de 24,55 metros, segundo o site do Porto de Manaus, o que representa 1,67 metro abaixo da cota registrada no mesmo dia do ano passado.

Nível do Rio Negro sobe lentamente por conta de chuvas abaixo da média (Foto: Reinaldo Okita)

De acordo com Marco Antonio Oliveira, a baixa do Negro se dá por conta do nível do Rio Solimões. “O nível está subindo devagar, cerca de dois centímetros por dia, sendo que o esperado seria de quatro à seis centímetros. O que determina o nível do Rio Negro é o nível do Rio Solimões, que também está subindo lentamente porque as chuvas estão abaixo da média”, disse.

De acordo com o chefe da Divisão de Meteorologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Ricardo Dallarosa, o mês de fevereiro apresentou chuvas abaixo da média, mas o mês de março já expressa níveis esperados. “O mês passado foi bem seco, esse mês já está mostrando chuvas dentro do esperando e ligeiramente acima da média, principalmente no sul do Estado”, explicou.

A cota do Rio Negro registrada nesta terça-feira (13) foi de 24 metros e 55 centímetros, segundo dados do Site Porto de Manaus. O nível está abaixo da média, em comparação com o mesmo dia do ano passado, que registrou a cota de 26 metros e 22 centímetros.

O CPRM informou que a previsão para cheia do rio Negro deste ano será divulgada no começo do mês de abril.

VÍDEOS