Motociclistas já são 60% dos mortos no trânsito no Amazonas

Dados do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) mostravam que, em 2015, 45,97% dos mortos em acidentes de trânsito no Estado eram motociclistas

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Levantamento do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) aponta que 60% das mortes no trânsito do Estado, no primeiro semestre deste ano, são de motociclistas. Conforme os últimos dados divulgados pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), referentes a 2015, 45,97% dos mortos em acidentes de trânsito no Estado são motociclistas. Nesta quinta-feira (27), comemorado Dia do Motociclista, a direção do Detran apontou que a principal causa para a morte é a imprudência do piloto das motocicletas.

Nesta quinta-feira é comemorado Dia do Motociclista
Diretor-presidente do Detran diz que a maioria dos acidentes de trânsito envolvendo motos poderia ser evitada (Foto: Eraldo Lopes)

Segundo o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza, a maioria dos acidentes de trânsito envolvendo motos poderia ser evitada. “Infelizmente, a imprudência do motociclista é o maior causador dessas mortes”, afirmou. No trânsito de Manaus, onde a frota de motos, em junho deste ano, chegou a 184.645, segundo divulgado no portal E-siga (Sistema de Informações Governamentais do Amazonas), o diretor-presidente do Detran-AM apontou que é possível observar manobras arriscadas realizadas por motociclistas que incluem ultrapassagens indevidas, velocidade acima do necessário para transitar pelas vias, realização de retorno em locais inadequados, como os canteiros centrais (‘meio-fio’), além da realização de ‘rachas’.

A porcentagem de mortes em acidentes com motos chama a atenção também pelo universo de mortes por acidente de trânstio com envolvimento de diferentes veículos no Estado. De janeiro a junho, conforme dados do Detran-AM, houve 157 mortes por acidente de trânsito no Amazonas, sendo 43 delas no interior do Estado e outras 114, em Manaus. O dado é semelhante ao registrado, pelo Detran-AM, nos primeiros seis meses do ano passado, quando houve 145 mortes, sendo 42 no interior e 103 na capital. Em todo o ano de 2016, segundo dados do Detran-AM, foram 323 mortes em acidentes de trânsito, sendo 90 vítimas no interior do Estado e 233 vítimas, em Manaus.

Em 2015, quando o ONSV identificou que a moto é o veículo mais envolvido em mortes por acidentes no Estado, foram detectadas, pelo observatório, 117 mortes em acidentes de trânsito com motos.

Pedestres

No ranking de mortes por acidente de trânsito, referente a 2015, o ONSV identificou que, em segundo lugar, os pedestres figuravam como as vítimas nos acidentes de trânsito do Estado, com 129 mortes; seguidas das mortes por acidentes de trânsito envolvendo automóveis (70), bicicletas (6), caminhão e ônibus (3).

Apesar de não ter divulgado dado de mortes desse contexto, o Detran-AM apontou que os pedestres permanecem no segundo lugar com o maior número de mortes em acidentes de trânsito no Estado.

VÍDEOS