Dono de estância é morto a facadas após cobrar aluguel atrasado de inquilino

Carla Albuquerque


Manaus – O empilhador e dono de estância Davi Socorro da Silva Souza, 50, morreu, com duas facadas, na noite de sábado (24), no Zumbi 1, zona leste de Manaus. De acordo com enteada dele, Karoline da Silva, 19, o crime foi praticado por um inquilino, identificado apenas como João Batista, que está foragido. Uma das suspeitas da família é que Davi foi assassinado após ter cobrado o aluguel atrasado do suspeito.

A enteada informou que o padrasto estava em casa, por volta de 17h50, na Rua Gama e Silva, quando João Batista bateu na porta. Ela disse que não sabe o que eles conversaram, mas Davi saiu junto com o suspeito.

Segundo Karoline, os dois foram para a estância e, quando Davi entrou, já foi esfaqueado pelo inquilino. “Primeiro ele deu uma facada que atingiu o braço do meu padrasto. Daí, ele tentou correr, mas esse João Batista deu uma rasteira nele e, quando o Davi caiu, ele deu outra facada no coração dele”, lembrou a enteada.

Ainda segundo a jovem, após o crime, o suspeito fugiu correndo até pegar um mototáxi. Davi ainda chegou a ser socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, onde morreu por volta das 19h.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

VÍDEOS