Manaus registra 90 novos casos de sarampo; número sobe para 852, diz Semsa

Nesse mesmo período, os casos suspeitos, que ainda estão em investigação para confirmação ou descarte, passaram de 5.365 para 5.773

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A capital do Amazonas registra 852 casos confirmados de sarampo, sendo 90 casos a mais do que há uma semana. Nesse mesmo período, os casos suspeitos, que ainda estão em investigação para confirmação ou descarte, passaram de 5.365 para 5.773. As informações são do 25º Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), nesta segunda-feira (27).

A capital do Amazonas registra 852 casos confirmados de sarampo, sendo 90 casos a mais do que há uma semana (Foto: Reprodução)

Ao todo, são 6.958 notificações da doença, incluindo os casos confirmados, suspeitos e mais 333 que já foram descartados após investigação. O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, reforça que a Semsa disponibiliza a vacina tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) para faixa etária de seis meses a 49 anos, em 183 salas de vacina e os endereços podem ser acessados no site.

“As ações de combate ao sarampo continuam de forma intensa no município, não somente nas Unidades de Saúde, mas também em pontos estratégicos com grande circulação de pessoas, em escolas e com bloqueios vacinais a partir da notificação dos casos suspeitos, como determina o prefeito Arthur Virgílio Neto. Sendo uma doença altamente contagiosa, a vacina é a única forma de prevenção e as pessoas que ainda não receberam a tríplice viral precisam procurar uma Unidade de Saúde para avaliação da situação vacinal”, afirma Marcelo Magaldi.

O Informativo Epidemiológico destaca também que as ações de imunização contra o sarampo deste ano já registraram a aplicação de 204.837 doses na campanha direcionada para crianças de seis meses até cinco anos, atingindo 106,9% da meta. A Semsa também contabilizou 409.678 doses aplicadas em ações de rotina nas Unidades de Saúde, de intensificação, varredura e bloqueio vacinal, o que inclui a aplicação de primeira e segunda dose de vacina, segundo as recomendações do Ministério da Saúde por faixa etária.

Faixa etária

O 25º Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo mostra ainda que 44,7% dos casos confirmados estão na faixa etária de até cinco anos, seguido da faixa etária de 15 a 29 anos (33,1 %). Entre todas as 6.958 notificações, que englobam também os novos casos suspeitos e ainda em investigação, a faixa etária de 15 a 29 anos é a mais atingida, representando 50,3%, seguida da faixa etária de 30 a 49 anos (15,6%) e menores de um ano (13,9%).

Localidade

A zona Norte de Manaus continua a registrar o maior número de notificações, com 37,1% do total. Em seguida, a zona Leste apresenta 33,1%, zona Sul tem 15,9%, zona Oeste com 12,6% e zona Rural 1,3%.

Transmissão

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral e a transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração, por isso a facilidade de contágio. Os sintomas iniciais apresentados são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas. A doença pode evoluir de forma grave, atingindo o sistema nervoso central e levando a complicações com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte.

VÍDEOS