Interdição da Djalma Batista é adiada para depois do Carnaval

Avenida seria interditada a partir desta sexta-feira, no trecho entre as avenidas João Valério e Pará

Da Redação

Manaus – A Prefeitura de Manaus informou, na manhã desta quinta-feira (7), que está cancelada a interdição da Avenida Djalma Batista, prevista para ocorre a partir desta sexta-feira (9), por conta das festividades de Carnaval e da necessidade de desviar o trânsito do entorno do Sambódromo para a Djalma Batista, durante o Desfile das Escolas de Samba.

O cancelamento também leva em consideração a realização de bandas e blocos carnavalescos na área. “Sendo assim, o início das obras preventivas, para a recuperação da antiga rede de drenagem subterrânea da avenida, será realizado após o período carnavalesco, com nova data a ser divulgada”, informou a Prefeitura.

Avenida seria interditada a partir desta sexta-feira, no trecho entre as avenidas João Valério e Pará (Foto: Sandro Pereira)

Desvios no trânsito

Para desviar do trecho em obras, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) sugere as seguintes opções:

– Sentido bairro/Centro: O condutor deve acessar a avenida João Valério, atravessar a avenida Constantino Nery e fazer o retorno na alça da rua Arthur Bernardes. Assim, poderá seguir pela Constantino Nery ou pela rua Pará para retomar a avenida Djalma Batista.

– Sentido Centro/bairro: O condutor poderá acessar a rua Pará e virar à esquerda na rua Rio Jutaí ou na rua Rio Madeira. Dessa forma, alcança a avenida João Valério e segue pela avenida Djalma Batista.

Transporte coletivo

Ao todo, 35 linhas do transporte coletivo terão seus itinerários alterados por conta da realização das obras emergenciais na drenagem profunda da avenida Djalma Batista. As mudanças, nos dois sentidos da via, seguem o seguinte esquema:

– Sentido bairro/Centro: Os ônibus irão acessar a avenida João Valério e seguir pela avenida Constantino Nery até chegar ao Centro.

– Sentido Centro/bairro: O itinerário será pelas vias Silva Ramos / Joaquim Gonzaga Pinheiro / Senador Álvaro Maia / Constantino Nery.

VÍDEOS