Foragido do PA preso em Manaus fez plástica para evitar captura, diz polícia

Homem foi preso com U$$ 15 mil em condomínio, no bairro de Flores. No momento da prisão, ele se apresentou com nome falso

Carla Albuquerque

Manaus – Identificado como líder de uma organização criminosa e um dos traficantes mais perigosos do Pará, Marco Aurélio Rosas de Jesus Junior, 41, o ‘Cabeça- Torta’, foi preso pela Polícia Civil do Amazonas (PC), em Manaus, nesta quarta-feira (7). De acordo com a Polícia Civil do Pará, o homem chegou a fazer cirurgia plástica para evitar se preso.

Marco Aurélio Rosas de Jesus Junior, o ‘Cabeça- Torta’, chegou a fazer cirurgia para evitar ser preso (Fotos: Reprodução e Eraldo Lopes)

Marco Aurélio foi localizado em um condomínio, na Rua Barão de Indaiá, no bairro de Flores, na zona centro-sul de Manaus. De acordo com o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Guilherme Torres, a polícia chegou ao foragido, após investigações iniciadas por policiais do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Na tarde desta quarta-feira, policiais do DRCO conseguiram localizar o foragido. No momento da prisão, ele se apresentou com nome falso. Durante revista na casa, a polícia encontrou U$$ 15 mil, um carregador com dez munições para pistola calibre 380, munições calibre .40 e vários documentos pessoais falsos.

Também foram encontrados anabolizantes e seringas para aplicação de substâncias injetáveis. Marco foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, uso de documento falso e posse de munição de uso restrito. Ele será levado para audiência de custódia e, em seguida, encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CPDM).

Prisões

Marco foi condenado pela Justiça Federal, em 2010, após uma operação da Polícia Federal (PF) do Pará em parceria com o Ministério Público do Estado de combate ao tráfico de drogas. Segundo informações da PF, à época, ele comandava uma organização criminosa em Santarém. Conforme a polícia, ele negociava o envio de drogas de Tabatinga, no Amazonas para o Pará.

De acordo com a Polícia Civil do Amazonas, a suspeita é de que ele estava em Manaus desde 2010. A Polícia Civil do Pará informou que da capital amazonense, o foragido continuava a controlar a organização ligada ao tráfico.

VÍDEOS