Chegada de indígenas será monitorada

Sete venezuelanos foram identificados com pneumonia, ontem, durante a quarta ação de saúde voltada para os 226 indígenas que estão na área central da cidade

Da Redação/contato@jornaldezminutos.com.br

Foto: Sandro Pereira

Manaus –  Um posto sentinela será montado no terminal rodoviário da cidade, na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul de Manaus, para monitorar a chegada de novos grupos de indígenas oriundos de território venezuelano, segundo a Prefeitura de Manaus. No posto, será feita a identificação, triagem e levantamento de possíveis doenças preexistentes para que seja feito o encaminhamento imediato dos casos mais graves às unidades de saúde do município.

Sete venezuelanos foram identificados com pneumonia, ontem, durante a quarta ação de saúde voltada para os 226 indígenas que estão na área central da cidade. De acordo com dados da Cáritas Arquidiocesana de Manaus, hoje, estão na cidade 367 índios da aldeia Warao. Foi no evento que o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, anunciou o posto de sentinela.

“As crianças estão morrendo e nós estamos preocupados, tem muitas crianças doentes, então, essa ação é para prevenir que mais mortes venham a acontecer”, disse o responsável pela ação da Cáritas, padre Hudson Ribeiro.

VÍDEOS