Audiências de custódia por videoconferência devem ocorrer até o fim do ano, diz TJAM

Manaus – O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) pretende colocar em prática, até o fim deste ano, um projeto que prevê a realização de audiências de custódia por meio de videoconferências. Com a utilização de tecnologias de comunicação a distância, a Corte Estadual estabelecerá a interação, em tempo real, com unidades prisionais de Manaus, providenciando a realização de sessões judiciais com os presos, evitando assim o deslocamento dos apenados para as Varas de Justiça.

O projeto vem sendo formatado pelos departamentos de tecnologia do TJAM, em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

De acordo com o analista de sistemas do SDS/TJAM, Rodrigo Choji, a meta é providenciar um sistema eficaz de interatividade que reduzirá os custos logísticos necessários para a realização de audiências de custódia presenciais.

“Hoje, a logística para a realização de audiências com o deslocamento de presos até os fóruns tem um custo alto, pois os procedimentos requerem, também, um cuidado maior com a segurança de modo a evitar possíveis resgates e fugas”, mencionou Rodrigo Choji, enfatizando que a otimização dos recursos públicos é um dos principais propósitos da gestão do desembargador Flávio Pascarelli.

VÍDEOS