Assessor parlamentar é morto após apartar briga durante jogo de futebol, no AM

Por Jucélio Paiva


Iranduba – O assessor parlamentar Rildo Agres Soares, 41, morreu na tarde do último domingo (3), depois ser baleado com dois tiros nas costas, após tentar apartar uma briga entre jogadores, durante uma partida de futebol, na comunidade Vila do Janauari, em Iranduba (a 28 quilômetros de Manaus).
O delegado do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Ricardo Homero, informou que todos os jogadores que participavam da partida, devem ser intimados para prestarem esclarecimento sobre o assassinato.

De acordo com o enteado do assessor parlamentar, de 28 anos, que pediu para ter o nome preservado, Rildo  estava com o time dele do lado de fora do campo, quando começou uma confusão, entre os atletas do Cacau Pirêra e do Panair, time do bairro Educandos, zona sul de Manaus.
Segundo o enteado, o assessor parlamentar foi baleado por um jogador do Panair, ao tentar apartar a briga.
“Ele (Rildo) foi apaziguar a briga, mas quando ele voltou para junto do nosso time, um dos jogadores do Panair atirou nas costas dele. Em seguida, todos os jogadores deles fugiram em uma embarcação”, disse.
Ainda segundo o enteado, o assessor parlamentar foi levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, na Compensa e, em seguida, foi transferido para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul, mas não resistiu aos ferimentos.
Rildo era assessor parlamentar do deputado estadual Luiz Castro (REDE). Ele foi presidente da Associação dos Transplantados de Fígado do Amazonas.
O delegado de Iranduba, Ricardo Homero, informou que aguarda as peças do inquérito para dar andamento nas investigações, que também deve ser acompanhada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

VÍDEOS