Arthur assina contrato com governo federal para construção de 500 casas

O novo conjunto habitacional será construído em uma área de 25 mil metros quadrados com recursos oriundos do programa Minha Casa Minha Vida, na ordem de R$ 48 milhões

Asafe Augusto

Manaus – Em visita a Manaus, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy assinou, juntamente com o prefeito Arthur Neto (PSDB), nesta segunda-feira (5), um contrato para a construção de 500 unidades habitacionais, do Programa Minha Casa Minha Vida, que serão construídas no bairro Santa Etelvina, zona norte da cidade. O conjunto habitacional, que levará o nome de Cidadão Manauara II – Etapa ‘A’, terá recursos no valor de R$ 48 milhões.

De acordo com Arthur, a situação social ainda é bastante grave e a crise ainda está se dissipando. Segundo ele, é necessário ter recursos próprios, mas também ter investimentos externos para cumprir projetos na cidade.

Arthur assina contrato com governo federal para construção de 500 casas (Foto: Alex Pazuello/Semcom)

“Aqui não era costume dos prefeitos construírem casas por meio de programas habitacionais. Nós estamos fazendo isso e ajudando as pessoas. Temos também o Cartão Reforma que já está ajudando muita gente. Enfrentamos a crise com recursos próprios e esse é um dos motivos para a cidade ter crédito ‘Triplo A’ para conseguir recursos. Manaus fez tudo para ter o crédito para conseguir esses recursos. Só quatro cidades podem ter esses investimentos que são necessários”, disse.

Conforme o prefeito, o início das obras será imediato. Ele afirmou que faltam apenas assinar algumas ‘papeladas’ para começar os trabalhos.

Arthur disse, ainda, que pretende expandir os projetos e, para isso, iniciou conversas com a Caixa Econômica Federal para a construção do Conjunto Habitacional Manauara III. “Esses projetos são importantes, pois vamos envolver o estoque das construtoras, vamos envolver as prefeituras e os servidores públicos”, afirmou.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, ressaltou que a construção das moradias é um trabalho do Governo Federal para a aproximação com os municípios.

“Aqui são muitos desafios, mas celebramos, hoje, 500 novas moradias. Estaremos promovendo uma nova coleção para o Minha Casa Minha Vida, dado a melhora econômica. Vale registrar o trabalho do governo federal com os ajustes e reformas, que não foram poucas. Isso nos permite pensar em novas metas para 2018”, afirmou o ministro ao desejar outras parcerias para empreendimentos sociais.

“Que essas 500 unidades sejam o início de outras possíveis novas metas. Esperamos que com os ajustes e reformas possamos investir mais. Queremos que mais famílias sejam atendidas. O sonho das famílias é receber a casa própria. E nós queremos concretizar isso. Por orientação do presidente Michel Temer nós estamos trabalhando ao lado dos municípios”, concluiu.

O superintendente da Caixa Econômica, Gilberto Magalhães Occhi, ressaltou que empreendimentos sociais como esse são geradores de emprego e renda nos municípios onde os convênios com a Caixa são firmados.

“O empreendimento soma R$ 48 milhões. Tenho certeza que vai ajudar a geração de emprego. Esses recursos vão ser investidos nesse município que vai ganhar muito. Ainda restam outras áreas que podem ser selecionadas pelo Ministério das Cidades para novos empreendimentos. O governo federal tem procurado incentivar a construção civil e a geração de emprego. Que comece logo e contratem o mais rápido possível”, comemorou.

Presente na solenidade da assinatura do contrato, o deputado Pauderney Avelino (DEM) disse que espera que esse seja o primeiro de outros residenciais com sociais construídos em 2018.

“Espero que seja o primeiro de muitos. Falávamos do papel da caixa e do ministério no crescimento das moradias para a população. Tenho certeza que vamos avançar muito na redução do déficit habitacional”, comentou.

O novo conjunto habitacional será construído em uma área de 25 mil metros quadrados com recursos oriundos do programa Minha Casa Minha Vida, na ordem de R$ 48 milhões, sendo R$ 41 milhões do governo federal e R$ 7 milhões da Prefeitura de Manaus.

VÍDEOS