UBS Almir Pedreira é entregue a moradores da zona sul de Manaus

Unidade de saúde passou por reforma para aumentar os atendimentos na atenção básica. UBS foi reinaugurada pelo prefeito Arthur Neto

Joiseane Caldeira

Manaus – Moradores do Bairro Crespo, na zona sul de Manaus, receberam, na tarde desta terça-feira (12), a reinauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) Almir Pedreira, localizada na Rua Nove de Maio, comunidade Lagoa Verde. A unidade, que passou por reforma e adequação básica de saúde, busca melhorar o atendimento no bairro e adjacências.

UBS vai atender moradores das zonas sul e leste da capital (Foto: Joiseane Caldeira/Divulgação)

A obra ficou cerca de dois anos em andamento e teve um investimento de aproximadamente R$ 688,3 mil. A UBS agora conta com ambientes climatizados, podendo receber as demandas da população na atenção básica de forma integral. A Unidade vai oferecer, ainda, consultas de enfermagem e de serviço social, tendo quatro consultórios médicos para pediatria, clínica geral e obstetrícia, além de consultórios ginecológicos.

O prefeito Arthur Virgílio Neto participou da entrega da UBS, acompanhado do Secretário Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, o chefe da Casa Civil Arthur Virgílio Bisneto e a primeira dama Elisabeth Valeiko.

O prefeito destacou para a comunidade presente a importância de serviços essenciais como os da saúde. “O sistema de saúde vem a partir das casonas, pois só assim temos ajuda, recebendo os recursos federais, então vamos construir casonas. Demos mais um passo nessa comunidade que é tão merecedora”, afirmou.

Conforme Magaldi, a unidade é muito importante para melhor o atendimento na zona sul e até zona leste. “É uma grande satisfação poder entrega mais uma UBS, essa obra foi muito importante para melhorar o atendimento no Crespo e em vários bairros próximos, inclusive até o Distrito Industrial. A gente está ampliando o acesso e buscando melhorar o serviço de saúde em Manaus”, disse o secretário.

No período em que a unidade esteve fechada para reforma, a oferta dos serviços de saúde aconteciam em instalações na Escola Pestalozzi e na Associação dos Deficientes Físicos do Amazonas (ADEFA).

VÍDEOS