Rotta endurece discurso com empresários e cobra melhorias no transporte público de Manaus

Foto: Alex Pazuello: Semcom

Com informações de assessoria / portal@d24am.com

Matéria atualizada às 21h

Manaus – Foi dado o ultimato. As empresas de ônibus da capital têm até a próxima sexta-feira (17), para apresentar uma solução para o problema da falta de troco no Sistema de Transporte Coletivo de Manaus. O prazo foi estipulado pelo prefeito em exercício Marcos Rotta, durante reunião com todos os órgãos envolvidos na questão, realizada nesta terça-feira, 14, na sede da prefeitura, na zona Oeste da cidade.

Endurecendo o discurso com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), o prefeito determinou ainda que já no próximo mês (abril) comecem a ser introduzidos novos veículos no transporte de passageiros, aumentando de 200 para 300 ônibus a meta estipulada para a renovação da frota até o final deste ano.

“Queremos soluções. Ou se cria um vale do transporte público ou o Sinetram vai ter que colocar mais moedas em circulação. O fato é que até sexta-feira eu quero uma resposta plausível para ser apresentada à população”, disse Rotta. “A tarifa foi majorada em RS 3,80, atendendo ao pleito do sistema e a obrigação das empresas agora é de promover melhorarias. Fui muito claro, caso o Sinetram não ajuste o sistema, melhorando a prestação do serviço, iremos promover uma intervenção no transporte público e cancelar o reajuste da tarifa”, ameaçou.

Segundo o Sinetram, todas as exigências serão atendidas. Fernando Borges, que é diretor jurídico do órgão, garantiu que equipes já estão trabalhando para até sexta-feira atender às exigências da prefeitura e da população. “Nossa preocupação é com os nossos usuários e com os nossos colaboradores, por isso já na próxima semana teremos a apresentação de cerca de 30 novos ônibus. Esses veículos já estão no Porto de Manaus e, a partir de agora, iremos estabelecer um cronograma de renovação da frota, conforme o cronograma de fabricação”, divulgou.

 

Outras melhorias

Entre as demais medidas que a Prefeitura de Manaus irá promover no sistema de transporte coletivo está ainda a transposição de linhas de ônibus da direita para a esquerda, além de fiscalizações mais intensas contra o transporte irregular. “Essas são medidas mais imediatas e que serão realizadas em curto prazo para oferecer um serviço melhor a população de Manaus, até que o prefeito possa, de fato, colocar o transporte coletivo da cidade em outro patamar com um modal mais moderno e eficiente”, destacou o superintendente da SMTU, Aldo Albuquerque, referindo-se ao desejo da prefeitura de implantar na capital o BRT e o Aeromóvel.

Ainda conforme Aldo, a SMTU já ampliou o seu contingente de fiscalizações para combater a clandestinidade. “Aumentamos em sete vezes mais o nosso efetivo de fiscais e começaremos a atuar imediatamente. Aquele veículo clandestino ou aquele que estiver irregular com seu credenciamento junto à SMTU será notificado ou apreendido”, alertou.

Além do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), também participaram da reunião o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e a Câmara Municipal de Manaus (CMM).

VÍDEOS