Mulher morre em cirurgia e família aponta negligência; hospital diz que acusação é juízo de valor

Industriária foi submetida a uma cirurgia de hérnia de deisco, segundo a sobrinha

Sofia Lorrane / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A industriária Ivanilda Ferreira Coimbra, 41, morreu na manhã desta quarta-feira (8), por volta das 10h, após uma cirurgia no Hospital Unimed do bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul. A família acusa o hospital de negligência médica. Já a direção do hospital informou que os familiares estão fazendo juízo de valor e que o laudo do óbito do óbito não foi liberado porque ainda não havia sido assinado pelo médico.

(Foto: Reinaldo Okita)

Segundo a irmã da vítima, Marilene Ferreira Coimbra, 38, a industriária fez uma cirurgia de hérnia de disco e seria liberada na manhã de hoje. “O problema é que no laudo não colocaram a causa da morte, nem o horário, e o médico não quis assinar. Eles só deram a declaração sem justificativa nenhuma. Ela entrou bem ontem (7), ninguém esperava isso. Vamos processar o hospital e o médico”, disse.

De acordo com a sobrinha da industriária, Clicia Nayara Coimbra Soares, 19, a mulher já havia feito uma cirurgia de hérnia de disco há dois anos. “Da outra vez, deu tudo certo. Quando foi dessa vez, informaram que ela teve uma parada cardíaca e iam fazer uma reanimação. Minha tia veio aqui e não deixaram ela entrar. Eles estão escondendo alguma coisa”, explicou.

O Hospital Unimed informou, por meio de nota, que a paciente Ivanilda Ferreira Coimbra deu entrada na unidade na terça-feira (7) para realizar uma cirurgia de alta complexidade na coluna. Durante o procedimento, a paciente apresentou complicações. Na manhã de quarta (08), o quadro se agravou e a paciente foi a óbito. Foi aberta uma sindicância para apurar o ocorrido.

***Matéria atualizada às 18h

VÍDEOS