Motorista que matou PM em acidente segue sem se apresentar à polícia

Sérgio Ramos, sargento da PM, conduzia uma motocicleta quando foi atingido por uma BMW, nesta quinta-feira, na Avenida Santos Dumont

Joiseane Caldeira / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O motorista da BMW que colidiu com a motocicleta do sargento da Polícia Militar (PM) Sérgio Ramos não foi localizado e ainda não se apresentou à polícia, segundo informações da Polícia Civil (PC). O acidente que matou o sargento ocorreu na tarde desta quinta-feira (8), na Avenida Santos Dumont, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus. De acordo com a PM, o motorista da BMW fugiu sem prestar socorro e abandonou o veículo no local.

Moto pilotada pelo sargento ficou jogada na pista após o acidente (Foto: Reinaldo Okita)

A PC informou que o caso já está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat), que faz diligências e analisa informações da perícia. “O condutor do veículo está sendo aguardado para prestar esclarecimento sobre o acidente”, informou PC, por meio da assessoria de comunicação.

Sargento da PM, Sérgio Ramos (esquerda), foi vítima de um acidente de trânsito, na tarde desta quinta-feira (Foto: Reprodução/Facebook)

O tenente-coronel M. Marinho, da da Polícia Militar (PM), que esteve presente no velório do sargento Sérgio Ramos nesta sexta-feira, demonstrou indignação pelo falecimento do colega. “Já sabemos quem é o condutor e que se encontra foragido. Acredito que o infrator vai querer ficar escondido 24 horas para não ser preso em flagrante”, disse o tenente-coronel.

Marinho contou que o sargento fazia parte da Polícia Militar (PM) há mais de 20 anos. “Um servidor prestativo, solidário, de boa relação com a comunidade, foi atropelado e não recebeu ajuda do infrator, que ao invés de ajudar fugiu. Isso me deixa revoltado, (sobre a forma) como se deu essa morte”, desabafou.

A família do PM está recebendo apoio social, psicológico e médico, conforme informações do tenente-coronel César Gomes, titular da Diretoria de Promoção Social (DPS). “Estamos devastados com a morte do nosso amigo, e estamos fazendo o possível para minimizar a dor da família que sofre emocionalmente com essa perda”, disse.

O velório do sargento, que está ocorrendo no oratório da Polícia Militar (PM), no complexo do Comando Geral, localizado na Rua Benjamin Constant, 2158, bairro Petrópolis, zona sul, reúne dezenas de pessoas, entre familiares, amigos e alunos da escola da PM na qual Sérgio dava aulas de música. O PM deixa três filhos, além da esposa, com quem estava casado há mais de 20 anos, segundo informações do irmão mais novo sargento, kaleide Ramos.

Velório ocorre no Comando Geral da PM (Foto: Sandro Pereira)

VÍDEOS