Corpo de PM desaparecido é encontrado em invasão da zona norte

Militares isolaram a área e ainda ameaçaram atirar contra equipes da imprensa, hostilizando os repórteres com palavras de baixo calão. O policial estava desaparecido desde a última sexta-feira, 26

Da Redação e Carla Albuquerque / portald24am@gmail.com

O policial militar Paulo Sérgio da Silva Portilho estava desaparecido desde a última sexta-feira (Foto: Divulgação)

Manaus – O corpo do policial Paulo Sérgio Portilho, 34, que desapareceu na última sexta-feira (26) a caminho do trabalho de segurança em uma pizzaria, foi encontrado na tarde de hoje (30), na invasão Buritizal Verde, no bairro Nova Cidade, zona norte. A informação foi confirmada por policiais militares que estavam no local.

Os militares isolaram a área para que ninguém entrasse no perímetro da invasão e ainda ameaçaram atirar contra equipes da imprensa, assim como a reportagem da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), hostilizando os repórteres com palavras de baixo calão.

Mais de 50 policiais estão presentes no local e realizaram a oração do pai-nosso em homenagem ao PM morto.

Equipes da Polícia Militar (PM-AM) e Civil (PC-AM) iniciaram as buscas, na manha de hoje, após a denúncia de uma moradora no local, que disse ter testemunhado a morte de um homem, e a PM suspeitava que a vítima fosse Paulo. Equipes das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) e o Canil da PM participaram da ação. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para ajudar nas escavações.

***Mais informações serão atualizadas em instantes

 

Desaparecimento

O policial militar Paulo Sérgio da Silva Portilho estava desaparecido desde a última sexta-feira, de acordo com a irmã dele, Márcia Portilho Martins. Segundo ela, Portilho saiu para o trabalho, que realiza nos finais de semana como segurança, mas não chegou ao destino.

“Ele faz essa parte de segurança na Pizzaria Paradise (Campos Salles) toda sexta, sábado e domingo. No dia 27, a esposa dele saiu com uma amiga e ele pediu para que ela não demorasse, pois precisava trabalhar. Nesse meio tempo, ele pegou o filho e foi com ele até a casa da nossa mãe, na Cidade Nova 1, e depois deixou a criança com o marido dessa amiga, avisando que, em seguida, iria para a pizzaria”, contou Márcia.

Porém, ele não chegou ao destino. “Por volta das 5h de sábado, a esposa dele acordou assustada, pois ele não tinha chegado em casa. Ela pegou o carro e foi atrás dos donos da pizzaria que confirmaram que o Paulo Sérgio não tinha aparecido para trabalhar. Então ela reuniu os amigos e começou a visitar todos os hospitais e também o Instituto Médico Legal (IML), mas ele não deu entrada em nenhum desses lugares”, concluiu a irmã, em entrevista a REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), na última segunda-feira (29).

VÍDEOS