Última edição da ELLE Brasil exalta a Amazônia com ensaios em Manaus

Cenários como Porto de Manaus e Teatro Amazonas são destaque em um extenso editorial fotográfico da revista, que encerra as atividades neste mês de agosto

Édria Caroline

Manaus – A revista ELLE Brasil encerrou suas atividades neste mês de agosto, após 30 anos de publicações, falando sobre sustentabilidade e homenageando a Amazônia, com um rico e extenso editorial fotográfico, com imagens feitas no Teatro Amazonas, na Aldeia Cipiá (a 80 quilômetros de Manaus), Porto de Manaus, e outras que fazem referência ao Festival Folclórico de Parintins. A edição está nas bancas desde a última sexta-feira (3), com três diferentes capas que retratam a região.

A edição está nas bancas desde a última sexta-feira (3), com três diferentes capas que retratam a região (Foto: Reprodução/Instagram/ELLE Brasil)

Em uma das três capas, a modelo Yasmin Morais aparece usando parte de uma indumentária, fantasia típica do Festival de Parintins. Em outra capa, a modelo Cris Lopes Silva aparece em um cenário de belezas naturais, características da Amazônia.

A edição também traz imagens internas do luxuoso Teatro Amazonas, de indígenas da Aldeia Cipiá, fazendo referências às riquezas culturais, sociais e humanas da região, além de diversos trabalhos artesanais. Os cliques são dos fotógrafos Gleeson Paulino, Paulo Vainer e Josefina Bietti.

A revista ainda traz um editorial em tributo aos 60 anos de Michael Jackson, no qual o famoso terno usado em Thriller, recriado pela Hugo Boss, foi feito pelas ruas de Londres. Além de uma entrevista com Bela Gil sobre sustentabilidade.

Confira algumas fotos do ensaio na capital:

Encerramento da revista

Na última segunda-feira (6), a Editora Abril, que detém os direitos de licenciamento da ELLE no Brasil, anunciou o fechamento de uma das maiores revistas de moda do País. A editora também anunciou o encerramento das atividades das revistas Cosmopolitan, Boa Forma, Mundo Estranho, Casa Claudia e Bebe.com. Durante os 30 anos de existência no Brasil, a revista lançou e ajudou a consolidar a carreira de inúmeros fotógrafos, modelos e estilistas.

ELLE também foi pioneira ao ser a primeira revista de moda brasileira a defender liberdades individuais, a falar de feminismo, a se posicionar sobre questões de gênero e a dar cada vez mais espaço para a diversidade.

A Editora Abril, em comunicado, informou que o encerramento das atividades da ELLE, tanto no impresso quanto no online faz parte de um processo de reestruturação. Edições das revistas Veja, Claudia, Capricho e o site MdeMulher serão mantidos pelo Grupo Abril.

“É com tristeza, mas sobretudo com muito orgulho, que a equipe se despede de seus leitores com a edição de agosto, que está nas bancas e fala de sustentabilidade na moda e nas relações, além de trazer belíssimas imagens registradas na Amazônia. Agradecemos imensamente a todos aqueles que nos acompanharam até aqui. Aos assinantes que nos dedicaram sua confiança e lealdade, comunicamos que a Editora Abril enviará o mais breve possível uma carta com novas informações sobre sua assinatura”, diz parte da nota publicada, na última terça-feira (7), no instagram oficial da ELLE Brasil.

VÍDEOS