Psytrance em sua essência

Gaia Trance terá quarta edição, neste sábado, 14, no Estaleiro Tobago, e festa virará o fim de semana — da noite de sábado até a tarde de domingo

Mariah Brandt/plus@diarioam.com.br

Manaus – Nascido em plena década de 1970, na Índia, o trance se espalhou pela Europa não só como um estilo musical, mas também como um movimento de subcultura onde as cores, vibrações e estados de consciência convivem juntos.

Em Manaus, a cena é forte e, neste sábado, 14, mais um episódio dessa história será contado, com a quarta edição do Gaia Trance Festival — evento que terá diversas atrações, entre artistas internacionais, nacionais e regionais.

A atração principal será um dos mais respeitados artistas do psytrance mundial, o DJ sérvio Relativ (Foto: Leandro Quartiermeister)

Para o organizador, José Carlos Arnaldo Júnior, a festa tem uma justificativa clara. “O festival vem para tentar manter a essência do psytrance de diferentes maneiras, através dos projetos musicais que serão apresentados, da decoração que a gente busca em outros Estados, tudo para tentar manter o segmento do trance na mesma sintonia”, afirma Júnior.

“É uma festa antiga. Começamos em 2007, fizemos algumas edições, voltamos em 2015 e, neste ano, ela volta com toda a força. Fizemos uma seleção de peso no line-up”, conta o produtor.

A atração principal será um dos mais respeitados artistas do psytrance mundial, o DJ Relativ, que vai tocar pela primeira vez no Brasil, vindo diretamente da Sérvia, na Europa, para integrar a lista de atrações da festa. Além dele, os DJs Mental Broadcast, Subverso e Psychowave também farão suas produções independentes ao vivo.

No time manauara, nomes como DJ Guerra, Raulzito e Uttara também são esperados pelo público, que poderá contar com uma estrutura para camping, restaurante, bar, apresentação de pirofagia e decoração especial que vem diretamente de Rondônia.

“No psytrance, os estilos são separados pelos números de batimentos por minuto, o BPM. O ‘full on’ é um segmento dentro desse conceito onde os números de batimentos por minuto vão de 140 a 160. O DJ Eduardo Guerra vai estar representando o ‘full on’ e teremos também o ‘full on’ voltado para o dark, com o Z-Unit, que é um projeto do Paulo Henrique Nasser, de São Paulo, que vem tocar no Norte pela primeira vez”.

Com público estimado em 700 pessoas, o evento, segundo Júnior, está sendo preparado para receber a todos “da melhor maneira”.

O Gaia Trance Festival terá início às 22h de sábado e seguirá até às 16h de domingo, 15, no Estaleiro Tobago, localizado na Estrada da Vivenda Verde. À venda no Fast Temaki (Parque  10), Tabacaria Revolution (avenidas Djalma batista e Governador José Lindoso ‘das Torres’), Síntese Skate House (Av. Getulio Vargas, Centro) e Kale Tattoo (conj. Eldorado), os ingressos custam R$ 60.

VÍDEOS