Clima de festa junina invade a Ponta Negra na abertura do 62º Festival Folclórico do AM

Até o dia 23 deste mês, 76 grupos folclóricos devem animar o público que passar pelo local. As tradicionais comidas juninas, guloseimas e até culinária oriental também são oferecidas no festival

Jucélio Paiva

Manaus – O clima de festa junina invadiu o Complexo Turístico da Praia da Ponta Negra, na zona oeste da capital, na noite desta terça-feira (12), com o início do 62º Festival Folclórico do Amazonas. Até o dia 23 deste mês, 76 grupos folclóricos devem animar o público que passar pelo local.

As tradicionais comidas juninas, guloseimas e até culinária oriental, atraem o público para o local, onde foi montada a feira gastronômica do Rota dos Chefs. Neste ano, o festival começou no Dia dos Namorados, um dia antes do Dia de Santo Antonio, comemorado nesta quarta-feira (13).

Até o dia 23 deste mês, 76 grupos folclóricos devem animar o público que passar pelo local (Foto: Jimmy Geber)

O evento realizado pela Prefeitura de Manaus, começou com a apresentação dos grupos da categoria bronze. Ao todo, 23 grupos vão se apresentar até sexta-feira. Após isso, mais 53 grupos da categoria prata, se apresentam no evento.

a funcionária pública Neuza Cândida, 35, foi com a família prestigiar o evento. “Sempre estamos indo para eventos juninos. E soubemos do de hoje. Até o momento, as quadrilhas não estão deixando a desejar”, disse.

O evento iniciou às 18h, no Complexo Turístico da Praia da Ponta Negra, com apresentações de cirandas, quadrilhas e tribos, que disputam o título de campeão do festival pelas categorias Bronze e Prata.

As barracas gastronômicas estarão funcionando todos os dias, até o dia 23, a partir das 18h. As apresentações dos grupos folclóricos iniciam às 19h30.

Organizadora do Rota dos Chefes e responsável pelas barracas gastronômicas, Lídia Mota, afirma que o local disponibilizará variados tipos de comidas com preços acessíveis.

“Nas barracas as pessoas vão poder encontrar comidas típicas de festas juninas, mas também indianas e orientais, com preços que variam de R$ 5 a R$ 15”, explicou Lídia.

VÍDEOS